???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://bdtd.famerp.br/handle/tede/617
Tipo do documento: Dissertação
Título: A eficácia das ferramentas de diagnóstico precoce de lesões neurais na hanseníase
Autor: Cegana, Luciano Henrique Vieira 
Primeiro orientador: Paschoal, Vania Del' Arco
Primeiro coorientador: Nardi, Susilene Maria Tonelli
Primeiro membro da banca: Pereira, Diego Dalvan
Segundo membro da banca: Pugin, Valéria Mastrange
Terceiro membro da banca: Rossi, Lilian Cristina de Castro
Quarto membro da banca: Soubhia, Rosa Maria Cordeiro
Resumo: A Hanseníase causa diferentes lesões em nervos periféricos e estruturas inervadas. Objetivos: Analisar a eficácia dos protocolos de avaliação utilizados para identificar as lesões neurais na Hanseníase como o Grau de Incapacidade Física (GIF); a avalição neurológica simplificada (ANS) e a avaliação neurodinâmica (AND). Método: Pesquisa descritiva analítica, associativa, com 27 pessoas com hanseníase assistidos em dois ambulatórios de Hanseníase no estado de SP, entre 2017 a 2019, e 27 do grupo controle pareado. Excluídos os portadores de síndromes compressivas do Sistema Nervoso Central, síndromes degenerativas, Acidente Vascular Encefálico, e outras doenças com alterações de sensibilidade. Utilizou-se o teste U de Mann-Whitney, Regressão Linear Multivariada e associação entre as variáveis e valores P<0,05. Resultados: Pacientes que tiveram o resultado positivo na AND referiram mais dor (moderada e intensa). O teste que mais captou as alterações neurológicas foi a ANS em 22 (81,48%) nos MMSS e 25 (92,59%) nos MMII, seguidos pela AND, onde 20 (74,07%) nos MMSS e 11(40,74%) nos MMII e o GIF mostrou deficiência nas mãos de 16 (59,26%) e nos pés de 17 (62,96%) e expressaram a sensibilidade. O GIF apresentou concordância com a ANS em 21(77,77%) dos casos nos MMSS (p=0,010) e 19 (70,37%) dos casos nos MMII (p=0,060). O GIF e a AND mostraram que em 19 (70,37%) dos pacientes avaliados houve concordância dos resultados nos MMSS (p=0,143) e em 9 (33,33%) avaliados nos MMII. (p=0,125). A ANS e a AND nos MMSS encontramos concordância em 21 (77,77%), e nos MMII mostrou concordância em 11(40,74%) (p=0,786). AND dos MMII sofre maior interferência da Escala Visual Analógica (EVA) em repouso; seguida da idade. Conclusão: As três ferramentas de avaliação são específicas e dificilmente produzirão falsos resultados positivos, podem e devem ser utilizados em associação para ampliar o rastreamento das lesões neurais em Hanseníase, pois há alterações não perceptíveis num instrumento e observado por outro. O GIF produz mais falsos negativos que a ANS. Se a opção for por um instrumento; que seja a ANS, pois é mais sensível; maior acurácia e menor razão de verossimilhança negativa. Os testes neurodinâmicos foram positivos em 2(7,4%) indivíduos enquanto ainda não havia alterações na ANS e, posteriormente, estas alterações apareceram. Este é um campo aberto para mais estudos esclarecerem se a AND pode revelar com mais precocidade a lesão neural, adiantando o tratamento destas lesões, evitando, assim, as incapacidades.
Abstract: Leprosy can cause different lesions in peripheral nerves and inervatory structures. Objectives: Objectives: To analyze the effectiveness of evaluation protocols used to identify neural lesions in leprosy such as Grade Disability (GD); Simplified Neurological Evaluation (SNE); and Neurodynamic Evaluation (NDE). Method: Descriptive analytical study, associative, with 27 individuals treated in two outpatient leprosy clinics in the state of São Paulo, between 2017 and 2019; and 27 from the paired control group. Patients with Central Nervous System compressive syndromes, degenerative syndromes, stroke, and other diseases with sensitivity disorders were excluded. The Mann-Whitney U-test, Multivariate Linear Regression and association between variables and P<0.05 values were used. Results: Patients who had a positive result in the NDE reported more pain (moderate and intense). The test that most captured the neurological alterations was the SNE in 22 (81.48%) in the upper limbs; and 25 (92.59%) in the lower limbs, followed by the NDE, in which 20 (74.07%) in the upper limbs and 11 (40.74%) in the lower limbs. The GD showed handicap in the hands of 16 (59.26%) and of 17, in the feet (62.96%) and they have expressed the sensitivity. GD showed agreement with SNE in 21 (77.77%) of the cases in upper limb (p=0.010) and 19 (70,37%) of the cases in lower limbs (p=0.060). GD and NDE showed that in 19 (70.37%) of the patients evaluated, there was concordance of results in upper limb (p=0.143) and, in 9 (33.33%) in lower limbs. (p=0,125). SNE and the NDE in the upper limb found agreement in 21 (77.77%), and in the lower limbs showed agreement in 11 (40.74%) (p=0.786). NDE of the lower limbs had greater interference of the Visual Analogue Scale (VAS) at rest; followed by age. Conclusion: The three assessment instruments are specific and will hardly produce false positive tests. They can and should be used in association to extend the screening of neural lesions in leprosy, because there are some unnoticed changes in one instrument and observed by another. GD can produce more false negatives than SNE. If an instrument is chosen, this should be the SNE, since it is more sensitive, more accurate and less negative likelihood ratio. Neurodynamic tests were positive in some individuals while there were still no changes in the SNE and afterwards, these changes appeared. This is an open field for further studies to clarify whether the NDE can reveal the neural lesion earlier, providing initial treatment of these lesions, thus avoiding disabilities.
Palavras-chave: Hanseníase
Leprosy
Agentes Neurotóxicos
Nerve Agents
Avaliação de Eficácia-Efetividade de Intervenções
Evaluation of the Efficacy-Effectiveness of Interventions
Área(s) do CNPq: CIENCIAS DA SAUDE::ENFERMAGEM
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto
Sigla da instituição: FAMERP
Departamento: Faculdade 1::Departamento 2
Programa: Programa de Pós-Graduação em Enfermagem
Citação: Cegana, Luciano Henrique Vieira. A eficácia das ferramentas de diagnóstico precoce de lesões neurais na hanseníase. 2020. 120 f. Dissertação (Programa de Pós-Graduação em Enfermagem) - Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto, São José do Rio Preto.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Identificador do documento: 1488
URI: http://bdtd.famerp.br/handle/tede/617
Data de defesa: 23-Oct-2020
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Enfermagem

Files in This Item:
File SizeFormat 
LucianoHenriqueVieiraCegana_Dissert.pdf1,51 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.