???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://bdtd.famerp.br/handle/tede/549
Tipo do documento: Dissertação
Título: Abstinência de álcool e sobrevida na hepatite alcóolica no Hospital de Base de São José do Rio Preto
Autor: Rocha, Márcia Fumie da 
Primeiro orientador: Fucuta, Patrícia da Silva
Primeiro membro da banca: Duca, William José
Segundo membro da banca: Miyazaki, Maria Cristina de Oliveira Santos
Resumo: O alcoolismo é uma síndrome de dependência, com fenômenos comportamentais, cognitivos e fisiológicos que se desenvolvem após repetido consumo de álcool. Dentre os vários efeitos danosos do álcool, a hepatite alcoólica (HA) se configura como uma síndrome de inflamação do fígado em pessoas que consomem quantidades excessivas de etanol com importantes repercussões para o paciente, podendo levar a óbito nos casos mais graves. A abstinência de álcool é considerada indicadora independente de sobrevida a longo prazo. Objetivo: analisar a taxa de abstinência de álcool, bem como as ferramentas de suporte para sua aderência e os fatores associados à sobrevida de pacientes com HA em um hospital escola. Método: análise retrospectiva de prontuários médicos, de todos os pacientes internados com HA em um hospital escola, durante um período de 29 meses (fevereiro de 2011 a junho de 2013). Para tal análise, foram considerados as características demográficas, clínicas e laboratoriais dos pacientes, bem como sua quantificação do abuso de álcool, fatores relacionados à abstinência, data do último acompanhamento clínico ou do óbito. Resultados: dentre as 1105 admissões hospitalares, 100 pacientes foram incluídos no estudo. Gênero masculino (93%) e cor branca (79%). A cirrose hepática esteve presente em 86% da amostra, sendo sua descompensação mais comum a ascite. Os valores medianos dos escores prognósticos aplicados na HA foram: MELD (Model for End Stage Liver Disease) 20 (6 - 40), MELD - Na 24 (6 - 40), Glasgow 8 (5 - 12), ABIC (Age, Bilirrubin, INR and Creatinine) 7,29 (4,40 - 10,53) e média da Função Discriminante de Maddrey (FD) 40 (± 27,3). Infecções ocorreram em 53% dos pacientes. Em relação à abstinência, dados estavam disponíveis em 55 pacientes da amostra estudada, esta ocorreu em 15/55 (27,3%) pacientes. A taxa de óbito geral da amostra foi 64%. Em uma análise univariada, a abstinência alcoólica (P<0,001), FD (P<0,001), Injúria renal aguda (IRA) (P<0,001), MELD (P<0,001), MELD - Na (P<0,001), Glasgow (P<0,001), ABIC (P= 0,001) e infecção (P= 0,004) foram variáveis associadas com sobrevida. Na análise multivariada, somente a abstinência alcoólica (P= 0,006), FD <32 (P= 0,001) e ausência de IRA (P= 0,001) permaneceram preditores independentes de sobrevida. Conclusões: a taxa de abstinência alcoólica após a alta hospitalar foi baixa, sendo a decisão própria do paciente, suporte psicológico e apoio familiar as principais ferramentas associadas à sua aderência. A sobrevida em longo prazo teve como fatores preditores a abstinência de álcool, FD < 32 e a ausência de IRA.
Abstract: Alcoholism is a dependence syndrome with behavioral cognitive and physiological phenomena developed due to repetitive consumption of alcohol. Among the various harmful effects of alcohol, alcoholic hepatitis (AH) is a syndrome of inflammation of the liver in people who consume excessive amounts of ethanol, with important repercussions for the patient, leading to death in more severe cases. An alcohol abstinence has been considered an independent predictor of long term-survival. Aim: analyzing survival rate and associated alcohol abstinence factors in patients admitted for AH, at a college hospital. Method: A medical report retrospective analysis of all AH patients enrolled during a period 29 months (02/2011 – 06/2013) has been carried out. Patients’ demographic, clinical and laboratory data have been collected, as well as their quantification of alcohol abuse, abstinence period, date of the last clinical follow-up or death. Results: from the 1105 hospital admissions, 100 patients have been included in the study. Male and white were predominant. Hepatic cirrhosis has been found in 86% of the sample, and its most common decompensation has been ascites. Through prognostic scores for AH, the following results have been observed MELD (Model for End Stage Liver Disease) 20 (6 - 40), MELD - Na 24 (6 - 40), Maddrey discriminant function (DF) 40 (± 27.3), Glasgow 8 (5 - 12) and ABIC (Age, Bilirubin, INR and Creatinine) 7.29 (4.40-10.53). The sample overall death rate has been 64%. Infections have occurred in 53% of the patients. The overall rate of the sample was 64%. Regarding abstinence, data have been available for 55 patients of the studied sample, and it has occurred in 15 (27.3%) of them. Through a univariate analysis, alcohol abstinence (P<0.001), DF (P <0.001), acute renal injury (AKI) (P <0.001), MELD (P <0.001), MELD - Na (P <0.001), Glasgow (P <0.001), ABIC (P= 0.001) and infection (P = 0.004) were variables have been associated with survival. Through a multivariate analysis, only alcohol abstinence (P = 0.006), DF<32 (P = 0.001) and absence of AKI (P = 0.001) have been remained predictors of survival. Conclusions: The rate of alcohol abstinence after discharge was low, and the patient’s own decision, psychological and family support the main tools have been associated with their adherence. A long-term survival has been shown predicted by the following factors: alcohol abstinence, DF <32 and the absence of AKI.
Palavras-chave: Hepatite Alcóolica
Hepatitis, Alcoholic
Abstinência de Álcool
Alcohol Abstinence
Alcoolismo
Alcoholism
Área(s) do CNPq: CIENCIAS DA SAUDE
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto
Sigla da instituição: FAMERP
Departamento: Faculdade 2::Departamento 3
Programa: Programa de Pós-Graduação em Psicologia
Citação: Rocha, Márcia Fumie da. Abstinência de álcool e sobrevida na hepatite alcóolica no Hospital de Base de São José do Rio Preto. 2018. 49 f. Dissertação (Programa de Pós-Graduação em Psicologia) - Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto, São José do Rio Preto.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Identificador do documento: 1431
URI: http://bdtd.famerp.br/handle/tede/549
Data de defesa: 28-Mar-2018
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Psicologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MárciaFumiedaRocha_Tese.pdfDocumento principal833,6 kBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.