???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://bdtd.famerp.br/handle/tede/541
Tipo do documento: Tese
Título: Análise da eficácia da vacinação contra hepatite B em pacientes submetidos a transplante de fígado
Autor: Rodrigues, Isabela Cristina 
Primeiro orientador: Silva, Renato Ferreira da
Primeiro membro da banca: Boin, Ilka de Fátima Santana Ferreira
Segundo membro da banca: Duca, William Jose
Terceiro membro da banca: Stuchi, Raquel Silveira Bello
Resumo: Tendo em vista a extensa variabilidade genética, e diferentes capacidades de resposta a antígenos, sabe-se que nenhuma vacina garante proteção plena, e, variações da capacidade de resposta imune são esperadas. Os pacientes hepatopatas se distinguem da população em geral por deficiência de resposta a estímulos antigênicos, desfavorecendo a proteção vacinal, por isso, esquemas de vacinação diferenciados podem ser necessários. Objetivo: 1. Analisar a efetividade do esquema vacinal de Hepatite B convencional e não convencional nos pacientes que foram submetidos a transplante de fígado. 2. Sugerir possíveis esquemas de vacinação contra Hepatite B para pacientes com cirrose hepática em relação à classificação de Child-Turcotte Pugh, segundo evidências encontradas na literatura. Material e Método: Trata-se de um estudo epidemiológico descritivo, quantitativo e retrospectivo, a partir de dados secundários dos prontuários, dos pacientes que fizeram transplante de fígado no Hospital de Base, em São José do Rio Preto/SP/Brasil, no período de 1998 a 2016, assim como dados secundários do Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunização (SIPNI) e sistemas próprios de registro de doses aplicadas de vacina dos municípios de residência dos pacientes e da sala de administração de vacinas do Hospital de Base/São José do Rio Preto/SP/Brasil. A população do estudo foi composta de 177 pacientes e utilizou-se como critérios de inclusão: pacientes submetidos a transplante de fígado com esquema vacinal contra Hepatite B completo e exame de anti-Hbs; critérios de exclusão: pacientes com exame positivo para VHB; no caso de retransplantes, os pacientes foram considerados apenas uma vez, pacientes sem informação quanto ao registro de vacinação e pacientes sem registro de exame de anti-HBs. Resultados: Do total, 72,89% do sexo masculino; 68,37% na faixa etária de 19 a 59 anos (mediana 52 anos); 39,55% com diagnóstico de cirrose com causas associadas; 23,16% Hepatocarcinoma (CHC); 53,11% classificado com Child C; 58,76% portadores do vírus da Hepatite C (VHC); 97,18% seguiram o esquema de vacinação não convencional; soroconversão de 40% dos pacientes que completaram o esquema convencional e 36,63% naqueles com esquema não convencional. O fato de o paciente ser portador de VHC foi estatisticamente significativo em relação a não proteção da vacina contra VHB, apresentando cinco vezes mais chances de não soroconverter ao final do esquema de vacinação. Conclusão: Conclui-se que os esquemas vacinais convencional e não convencional têm valores de soroconversão baixos na população estudada, não havendo superioridade de um em relação ao outro. Baseado em revisão sistemática da literatura em relação ao assunto proposto, sugere-se os esquemas de vacinação não convencionais, conforme Classificação de Child-Turcotte Pugh.
Abstract: In view of the wide genetic variability and different antigen response capabilities, it is known that no vaccine guarantees full protection, and variations in immune response capacity are expected. Patients with hepatopathies are distinguished from the general population by their inability to respond to antigenic stimuli, disfavoring vaccine protection. Therefore, differentiated vaccination schedules may be required. Purpose: 1. The aim of this study is to analyze the conventional and non-conventional Hepatitis B vaccination schedules for patients who underwent liver transplantion. 2. Suggest possible vaccination schedules against Hepatitis B for liver disease patients in relation to the Child-Turcotte Pugh classification, according to evidence found in the literature. Material and Method: This is a descriptive epidemiological study. It is quantitative and retrospective. It was carried out through secondary data collected from the medical records of patients who underwent liver transplantion in Hospital de Base, in São José do Rio Preto/SP/Brazil from 1998 to 2016. Secondary data were collected from the National Immunization Program Information System (SIPNI) and from internal records of vaccine administration at Hospital de Base/São José do Rio Preto/SP/Brazil or in the municipalities the patients were from. The sample comprised of 177 patients. Patients without vaccine records and HBV-positive patients were excluded. Retransplanted patients were considered only once, and patients with no information regarding the vaccination record and patients without an anti-Hbs examination registry. Results: Data resulted in 72.89% male; 68,67% between 19 and 59 years old (median 52 years); 39.55% cirrhosis diagnosis with associated causes; 23.16% Hepatocarcinoma (CHC); 53.11% classified as Child C; 58.76% Hepatitis C virus (HCV) carriers; 97.18% non-conventional vaccination schedule; seroconvertion in 40% of the patients who completed the conventional vaccination schedule and 36.63% with non-conventional vaccination schedule. The fact the patients were carriers of the HCV was statistically significant regarding the ineffectiveness of anti-HBV vaccine. There were five times more chances not to seroconvert at the end of the vaccination schedule. Conclusion: It is concluded that the conventional and non-conventional vaccination schedules have low seroconversion values in the studied population, with no superiority in relation to the other. Based on a systematic review of the literature in relation to the proposed subject, the vaccination schemes non-conventional in relation to the Child-Turcotte Pugh classification.
Palavras-chave: Hepatite B
Hepatitis B
Vacinação
Vaccination
Transplante de Fígado
Liver Transplantation
Área(s) do CNPq: CIENCIAS DA SAUDE
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto
Sigla da instituição: FAMERP
Departamento: Faculdade 1::Departamento 1
Programa: Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde
Citação: Rodrigues, Isabela Cristina. Análise da eficácia da vacinação contra hepatite B em pacientes submetidos a transplante de fígado. 2019. 72 f. Tese (Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde) - Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto, São José do Rio Preto.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Identificador do documento: 1410
URI: http://bdtd.famerp.br/handle/tede/541
Data de defesa: 22-Feb-2019
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
IsabelaCristinaRodrigues_Tese.pdfDocumento principal1,16 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.