???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://bdtd.famerp.br/handle/tede/513
Tipo do documento: Dissertação
Título: Tempo de recuperação do choque é determinante do balanço hídrico positivo em pacientes com choque séptico
Autor: Cunha, Andréa Regina Lopes 
Primeiro orientador: Lobo, Suzana Margareth Ajeje
Primeiro membro da banca: Sanches, Luciana Coelho
Segundo membro da banca: Maia, Irineu Luiz
Resumo: O excesso de líquidos pode ser prejudicial para pacientes gravemente enfermos. Nosso objetivo foi avaliar o balanço hídrico acumulado durante sete dias em pacientes com choque séptico após a recuperação de choque. Casuística e Método: Estudo de coorte prospectivo e observacional em pacientes com choque séptico. Os pacientes com PAM ≥ 65 mm Hg e lactato < 2,0 mEq / L foram incluídos num período de até 12 horas após o desmame de vasopressores. O balanço hídrico diário foi registrado durante sete dias após a inclusão. Os pacientes foram divididos em dois grupos de acordo com a mediana do balanço hídrico acumulado durante todo o período de choque ( uso de vasopressores) da coorte completa, calculado no dia 1 do estudo: Grupo 1 ≤ 4,4 L (n = 20) e Grupo 2 > 4,4 L (n = 20). Resultados: No dia 1 do estudo, o balanço hídrico acumulado foi de 1,1 [0,6-3,4] L no grupo 1 e 9,0 [6,7-13,8] L no grupo 2 (p <0,001). No dia 7 do estudo, o balanço hídrico acumulado foi de 8,0 [4,5-12,4] L no grupo 1 e 14,7 [12,7-20,6] L no grupo 2 (p <0,001). O tempo para recuperação do choque foi preditivo para receber maior volume de líquidos (OR: 1,38, IC 95%: 1,08-1,75 p = 0,009). Após zerar o balanço de fluidos no dia 2 do estudo, o balanço acumulado de sete dias continuou aumentando em ambos os grupos. Os pacientes do grupo 2 tiveram tempo mais prolongado de permanência na UTI e no hospital do que os pacientes do Grupo 1. Conclusão: Após a recuperação de choque séptico, notamos um balanço hídrico acumulado muito positivo, o que foi associado com um tempo prolongado de permanência na UTI e no hospital. O tempo de recuperação do choque foi preditivo para receber maiores volumes de líquidos.
Abstract: Excess fluids may be harmful in critically ill patients. We aimed to evaluate the cumulative fluid balance during 7 days in patients with septic shock after recovery from shock. Methods: A prospective and observational study in septic shock patients. Patients with MAP ≥ 65 mmHg and lactate < 2.0 mEq/L were included <12 hours after weaning from vasopressors. Daily fluid balance was registered during 7 days after the enrollment. Patients were divided into two groups according to the full cohort's median cumulative fluid balance administered during the period of shock (use of vasopressors) calculated on study day 1: Group 1 ≤ 4.4 L (n = 20) and Group 2 > 4.4 L (n = 20). Results: On study day 1, the cumulative fluid balance was 1.1 [0.6-3.4] L in group 1 and 9.0 [6.7-13.8] L in group 2 (p<0.001). On study day 7, cumulative fluid balance was 8.0 [4.5-12.4] L in group 1 and 14.7 [12.7-20.6] L in group 2 (p<0.001). Time for recovery from shock was predictive of receiving larger volume of fluids (OR: 1.38, 95% CI: 1.08 to 1.75, p = 0.009). After zeroing fluid balance on study day 2, 7 days cumulative fluid balance continues to increase in both groups. Patients in Group 2 had more prolonged length of stay in the ICU and in hospital than patients in Group 1. Conclusion: After recovery from septic shock we notice a huge accumulated fluid balance. A more positive fluid balance was associated with a more prolonged length of stay in the ICU and in the hospital. Time to recover from shock was predictive of receiving larger volumes of fluids.
Palavras-chave: Choque Séptico
Shock, Septic
Balanço Hídrico
Water Balance
Sepse
Sepsis
Área(s) do CNPq: CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto
Sigla da instituição: FAMERP
Departamento: Faculdade 1::Departamento 1
Programa: Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde
Citação: Cunha, Andréa Regina Lopes. Tempo de recuperação do choque é determinante do balanço hídrico positivo em pacientes com choque séptico. 2013. 56 f. Dissertação (Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde) - Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto, São José do Rio Preto.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Identificador do documento: 1125
URI: http://bdtd.famerp.br/handle/tede/513
Data de defesa: 9-Dec-2013
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AndreaReginaLopesCunha_dissert.pdfDocumento principal4,2 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.