Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/tede/277
Tipo do documento: Dissertação
Título: Fatores associados à insuficiência moderada ou importante da valva atrioventricular esquerda no primeiro mês após correção de defeito de septo atrioventricular
Autor: Kozak, Marcelo Felipe 
Primeiro orientador: Moscardini, Airton Camacho
Primeiro membro da banca: Atik, Edmar
Segundo membro da banca: Croti, Ulisses Alexandre
Resumo: Introdução: Uma das complicações mais frequentes e importantes do tratamento cirúrgico do defeito de septo atrioventricular (DSAV) é a insuficiência residual da valva atrioventricular esquerda, tanto nas formas totais, como parciais e transicionais. Dessa forma, esse estudo foi conduzido para identificar fatores de risco associados à insuficiência da valva atrioventricular esquerda (IVAVE) de grau moderado ou importante nos primeiros 30 dias após correção de defeito de DSAV. Métodos: Dados de 104 pacientes com DSAV operados entre 2002 e 2010 foram avaliados retrospectivamente, sendo estudados os seguintes fatores de risco: idade e peso no momento da correção, ausência de síndrome de Down, grau de insuficiência da valva atrioventricular (AV) antes da correção, anormalidades na valva AV e uso de anuloplastia. Os pacientes foram separados em dois grupos de acordo com o tipo de DSAV: grupo I (total) e grupo II (parcial e transicional). Características dos 53 pacientes do grupo I: a mediana da idade foi de 6,7 meses e a do peso de 5,3 Kg; 86,8% tinham síndrome de Down; antes da operação, 26 pacientes apresentavam insuficiência pelo menos moderada da valva AV (49.1%); anuloplastia foi realizada em 34% dos pacientes; anormalidades na valva AV foram encontradas em 11.3% dos casos. Características dos 51 pacientes do grupo II: a mediana da idade foi de 4,1 anos e a do peso de 13,4 Kg; 37,2% tinham síndrome de Down; antes da operação, 23 pacientes apresentavam IVAVE pelo menos moderada (45,1%); anormalidades na valva AV foram encontradas em 17,6% dos casos; anuloplastia foi realizada em 21,6% dos pacientes. Resultados: Grupo I – Após a correção cirúrgica, 21 casos apresentaram IVAVE pelo menos moderada (39,6%). Pela análise multivariada, o único fator associado com IVAVE pelo menos moderada no pós-operatório foi ausência de síndrome de Down (p = 0,03). Grupo II - Após a correção cirúrgica, 12 casos apresentaram IVAVE pelo menos moderada (23,5%). Pela análise univariada, apenas a ausência de síndrome de Down teve significância estatística (p = 0.02). Porém, após análise multivariada, nenhum dos fatores teve significância estatística. Conclusão: Ausência de síndrome de Down foi determinante de IVAVE moderada ou importante nos primeiros 30 dias após correção de DSAV total. Todavia, nenhum dos fatores estudados foi determinante para tais graus de IVAVE entre os pacientes com DSAV parcial e transicional.
Abstract: Introduction: One of the most often and important complications after surgical treatment of atrioventricular septal defects is the left atrioventricular valve insufficiency. So, this study was conducted to identify risk factors for moderate or severe left atrioventricular valve regurgitation within 30 days of surgical repair of atrioventricular septal defects at our center. Methods: This was a retrospective study in which we evaluated the results of 104 consecutive patients that were operated on at our practice between 2002 and 2010. The following associated factors were considered: age, weight, Down syndrome, grade of preoperative atrioventricular valve regurgitation, abnormalities on the atrioventricular valve and the use of annuloplasty. Patients were separated in two groups according to type of AVSD: group I (complete) and group II (incomplete – partial and transitional). Characteristics of the 53 patients of the group I: the median patient age at the time of repair was 6.7 months; the median weight was 5.3 Kg; 86.8% had Down syndrome; at the time of preoperative evaluation, there were 26 cases with moderate or severe atrioventricular valve regurgitation (49.1%); annuloplasty was perfored in 34%; abnormalities on the valve were found in 11.3% of the cases. Characteristics of the 51 patients of the group II: The median patient age at the time of repair was 4.1 years; the median weight was 13.4 Kg; 37.2% had Down syndrome; at the time of preoperative evaluation, there were 23 cases with moderate or grater LAVVR (45.1%); abnormalities on the AV valve were found in 17.6% of the cases; annuloplasty was performed in 21.6% of the patients. Results: Group I - At the time of post-operative evaluation, there were 21 cases with moderate or severe left atrioventricular valve regurgitation (39.6%). After performing a multivariate analysis, the only significant factor associated with these grades of insufficiency within 30 days of surgical correction of complete atrioventricular septal defect was the absence of Down syndrome (p = 0.03). Group II - At the time of postoperative evaluation, there were 12 cases with moderate or greater LAVVR (23.5%). During univariate analysis, only absence of Down syndrome was statistically significant (p = 0.02). However, after a multivariate analysis, none of the factors reached significance. Conclusion: Absence of Down syndrome proved to be associated with moderate or severe post-operative left atrioventricular valve regurgitation in patients with complete AVSD. However, none of the factors studied was determinant of a moderate or greater LAVVR within the first 30 days of repair of incomplete AVSD at our center.
Palavras-chave: Comunicação Atrioventricular
Endocardial Cushion Defects
Cirurgia Torácica
Thoracic Surgery
Insuficiência da Valva Mitral
Mitral Valve Insufficiency
Área(s) do CNPq: CIENCIAS DA SAUDE
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto
Sigla da instituição: FAMERP
Departamento: Faculdade 1::Departamento 1
Programa: Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde
Citação: Kozak, Marcelo Felipe. Fatores associados à insuficiência moderada ou importante da valva atrioventricular esquerda no primeiro mês após correção de defeito de septo atrioventricular. 2011. 67 p. Dissertação (Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde) - Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto, São José do Rio Preto.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Identificador do documento: 1026
URI: http://hdl.handle.net/tede/277
Data de defesa: 27-Mai-2011
Aparece nas coleções:Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
marcelofelipekozak_dissert.pdfmarcelofelipekozak_dissert962,89 kBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.