???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://bdtd.famerp.br/handle/tede/670
Tipo do documento: Dissertação
Título: Avaliação imuno-histoquímica de PARP1 e CASPASE-3 como marcadores prognósticos em carcinomas de próstata
Autor: Fernandez, Fábio Leite Couto 
Primeiro orientador: Zuccari, Débora Aparecida Pires Campos
Primeiro membro da banca: Facio Junior, Fernando Nestor
Segundo membro da banca: Vilamaior, Patrícia Simone Leite
Resumo: O câncer de próstata (CaP) é uma neoplasia de alta incidência global e comportamento variável, cuja evolução pode ocasionar complicações graves e letais. Devido ao caráter heterogêneo da doença, as abordagens terapêuticas variam conformea apresentação do quadro inicial e dessa forma, biomarcadores que evidenciem mecanismos envolvidos na resistência tumoral e evasão de apoptose são de grande interesse para prever a progressão da doença e guiar decisões terapêuticas. A família de enzimas PARP (poli ADP-ribose polimerase) tem como função manter a integridade genômica e detectar lesões no DNA, atuando no reparo e podendo estar relacionada à sobrevivência da célula tumoral e à resistência à terapia antineoplásica. A caspase-3 é uma proteína expressa em células apoptóticas e participa dos eventos de morte celular. Objetivo: Investigar, em um estudo retrospectivo, a relação da expressão imuno-histoquímica das proteínas PARP1 e CASPASE-3, com as características clínicas e o prognóstico de pacientes com câncer de próstata. Material e Métodos: Foram selecionados blocos de parafina de 29 homens atendidos e diagnosticados com câncer de próstata no Setor de Oncologia da Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto – FAMERP no período de 2011 a 2012. Todas as informações sobre os parâmetros clínico-patológicos (classificação fenotípica do tumor, estadiamento clínico e patológico, terapia e óbito de pacientes) foram acompanhados pelo prontuário médico eletrônico. A expressão proteica da PARP1 (poli ADP-ribose polimerase) e CASPASE-3 foi analisada nos blocos por ensaio imuno- histoquímico. A análise estatística considerou o teste t de student para comparação dos parâmetros (expressão de PARP1/ CASPASE-3) em pacientes de bom prognóstico e de prognóstico reservado. Posteriormente, os grupos foram estratificados em mais seis critérios de classificação de risco de acordo com parâmetros histopatológicos, e foi aplicado o teste de Qui Quadrado de Pearson em tabela de referência cruzada para cada um dos seis critérios. Valores de P <0,05 foram considerados significativos. Resultados: A avaliação da expressão proteica revelou níveis aumentados de expressão de PARP1 em tumores de pacientes que tiveram prognóstico reservado, em comparação com os níveis de expressão em tumores de pacientes com bom prognóstico (P < 0,0001). A avaliação da expressão proteica revelou níveis diminuídos de expressão de CASPASE-3 em tecidos tumorais de pacientes que tiveram prognóstico reservado, em comparação com os níveis de expressão em tumores de pacientes com bom prognóstico (P < 0,0007). Foi observada correlação estatisticamente significante entre a maior expressão de PARP1 e a idade do paciente ao diagnóstico (acima de 70 anos p=0,0001). Também foi encontrada significância estatística entre pacientes pertencentes ao grupo desfavorável (segundo os critérios do NCCN) e maiores níveis de expressão de PARP1 (p=0,033). No entanto, não foram evidenciadas outras correlações significativas entre a expressão da PARP1 ou CASPASE-3 e os outros parâmetros clínico-patológicos em questão. Conclusão: Foi demonstrado que PARP1 e CASPASE-3 apresentam potencial como biomarcadores prognósticos no câncer de próstata. A análise simultânea da expressão de ambas as proteínas, com papeis de caráter antagônico no contexto de desfecho e progressão de doença, revelou dados que corroboram as hipóteses inicialmente propostas e condizem com a evolução clínica dos pacientes. As informações obtidas podem ser úteis para prever a evolução da doença, como para o desenvolvimento de futuras abordagens terapêuticas.
Abstract: Prostate cancer (PC) is a neoplasm with a high global incidence and variable behavior, the evolution of which can cause serious and lethal complications. Due to the heterogeneous nature of the disease, therapeutic approaches vary according to the presentation of the initial condition, therefore, it is increasingly important to find predictive biomarkers in order to improve the prognosis and treatment of the disease. The study of the mechanisms involved in tumor resistance and avoidance of apoptosis is fundamental for the discovery of biomarkers that help to predict its progression and guide therapeutic decisions. The family of PARP enzymes (poly ADP-ribose polymerase) maintains genomic integrity and detects DNA damage acting on repair, which may be related to the survival of the tumor cell and resistance to antineoplastic therapy. CASPASE-3 is a protein present in apoptotic cells that participates in the events of cell death. Objective: To investigate in a retrospective study the relationship between the immunohistochemical expression of proteins PARP1 AND CASPASE-3, with the clinical features and prognosis of patients with prostate cancer. Materials and Methods: Paraffin blocks of 29 men treated and diagnosed with prostate cancer were selected at the Oncology Sector of the Medical School of São José do Rio Preto - FAMERP in the period from 2011 to 2012. All information on the clinical-pathological parameters (phenotypic classification tumor, clinical and pathological staging, therapy and patient death) were monitored by electronic medical records. The blocks were analyzed for protein expression of PARP1 (poly ADP-ribose polymerase) and CASPASE-3 by immunohistochemical assay. Statistical analysis considered the Student's t-test for comparison of parameters (expression of PARP1 / CASPASE-3) in patients with good prognosis and with poor prognosis. Subsequently, the groups were stratified into six more risk classification criteria according to histopathological parameters, and Pearson's Chi Square test was applied in a cross-reference table for each of the six criteria. Values of P <0.05 were considered significant. Results: The evaluation of protein expression revealed increased levels of PARP1 expression in tumor tissues of patients who had a poor prognosis, compared to the levels of expression in tumors of patients with a good prognosis (P <0.0001). The evaluation of protein expression revealed decreased levels of expression of CASPASE-3 in tumor tissues of patients who had a poor prognosis, compared to the levels of expression in tumors of patients with good prognosis (P <0.0007). There was a statistically significant correlation between the highest expression of PARP1 and the patient's age at diagnosis above 70 years (p = 0.0001). Statistical significance was also found between patients belonging to the unfavorable group (according to the NCCN criteria) and higher levels of PARP1 expression (p = 0.033). However, no other significant correlations were found between the expression of PARP1 or CASPASE-3 and the other clinical-pathological parameters in question. Conclusion: In conclusion, it has been demonstrated that PARP1 and CASPASE-3 have potential as prognostic biomarkers in prostate cancer. The simultaneous analysis ofthe expression of both proteins, with roles of an antagonistic character in the context of disease outcome and progression, revealed data that corroborate the hypotheses initially proposed and are consistent with the clinical evolution of the patients. The information obtained can be both useful for the discovery of new therapeutic targets and for the development of new approaches to treatment.
Palavras-chave: Doenças Prostáticas
Prostatic Diseases
Neoplasias da Próstata
Prostatic Neoplasms
Imuno-Histoquímica
Immunohistochemistry
Área(s) do CNPq: CIENCIAS DA SAUDE
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto
Sigla da instituição: FAMERP
Departamento: Faculdade 1::Departamento 1
Programa: Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde
Citação: Fernandez, Fábio Leite Couto. Avaliação imuno-histoquímica de PARP1 e CASPASE-3 como marcadores prognósticos em carcinomas de próstata. 2020. 101 f. Dissertação (Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde) - Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto, São José do Rio Preto.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Identificador do documento: 1562
URI: http://bdtd.famerp.br/handle/tede/670
Data de defesa: 25-Sep-2020
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissert_FabioLeiteCoutoFernandes.pdf1,58 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.