Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/tede/80
Tipo do documento: Tese
Título: O teste ergométrico em indivíduos com obesidade mórbida.
Autor: Fornitano, Luis Domingos 
Primeiro orientador: Godoy, Moacir Fernandes de
Primeiro membro da banca: Bestetti, Reinaldo Bulgarelli
Segundo membro da banca: Cipullo, José Paulo
Terceiro membro da banca: Vanderlei, Luiz Carlos Marques
Quarto membro da banca: Chalela, William Azem
Resumo: A obesidade é fator de risco independente para doença cardiovascular, particularmente em sua forma mórbida. A cirurgia bariátrica é opção terapêutica eficaz para o emagrecimento sustentado nesses casos não havendo, entretanto, consenso sobre a realização de testes funcionais para avaliação pré-operatória. Objetivo: Analisar as respostas clínicas, eletrocardiográficas e hemodinâmicas por teste ergométrico convencional, em portadores de obesidade mórbida em comparação a indivíduos com sobrepeso. Casuística e Método: Foram incluídos 617 casos sendo o Grupo I, com 290 pacientes obesos mórbidos e o Grupo II, com 327 pacientes com sobrepeso, todos submetidos a teste ergométrico convencional em esteira. Foram utilizados os critérios clássicos de positividade. Resultados: A prova foi bem tolerada por ambos os grupos. Não houve diferença estatisticamente significante em termos de positividade do Teste (por alteração do segmento ST ou angor) [P = 0,3863] ou somente por alteração do segmento ST [P= 0,1000]. As variáveis significantemente maiores nos obesos foram: Freqüência cardíaca (FC) basal, Pressão arterial sistólica (PAS) basal; PAS máxima; Pressão arterial diastólica (PAD) basal; PAD máxima; Déficit cronotrópico (P <0,0001) e o Duplo Produto (DP) máximo (P =0,0421). Os valores significantemente menores nos obesos foram: tempo de exercício, FC máxima e valores em METS (P<0,0001). Conclusões: Os parâmetros hemodinâmicos mostraram-se significantemente diferentes entre os dois grupos não havendo, porém, diferenças em termos de anormalidades do segmento ST ou angina induzida por esforço. A capacidade funcional muito baixa e as arritmias complexas observadas em alguns dos obesos alertam para a necessidade de investigação complementar no sentido de diminuir o risco de complicações cardíacas pós-operatórias.
Abstract: Obesity is an independent risk factor for cardiovascular disease, especially in its morbid form. Bariatric surgery is an effective therapeutic option for sustained weight loss. However, there is no consensus in these cases regarding the performance of functional tests for preoperative evaluations. Objective: The aim of the present study was to analyze clinical, electrocardiographic and hemodynamic response variables using a conventional exercise test on individuals with morbid obesity in comparison to overweight individuals. Materials and Method: Six hundred seventeen cases were included. Group I had 290 patients with morbid obesity and Group II had 327 overweight patients. All were submitted to a conventional treadmill exercise test. Classic positivity criteria were used. Results: Both groups tolerated the test well. There was no statistically significant difference in terms of positivity of the test [ST segment abnormality or angor (p=0.3863) or ST segment abnormality alone (p=0.1000)]. The significantly higher values in the obese individuals were basal heart rate (HR), basal sistolic arterial pressure (SAP), maximum SAP, basal diastolic arterial pressure (DAP), maximum DAP, chronotropic incompetence (p<0.0001) and maximum double product (p<0.0421). The significantly lower values in the obese individuals were exercise time, maximum HR and METs values (p<0.0001). Conclusions: Hemodynamic parameters were significantly different between the two groups. However, there were no differences in terms of ST segment abnormalities or effort-induced angina. The very low functional capacity and complex arrhythmia found in some obese individuals draws attention to the need for complementary investigation with the aim of diminishing the risk of postoperative heart complications.
Palavras-chave: Teste ergométrico
Obesidade mórbida
Cirurgia bariátrica
Avaliação de risco
Índice de massa corporal
Treadmill test
Morbid obesity
Bariatric surgery
Risk assessment
Body mass index
Cardiology
Teste de Esforço
Prueba de Esfuerzo
Exercise Test
Obesidade Mórbida
Obesidad Mórbida
Obesity, Morbid
Medição de Risco
Medición de Riesgo
Índice de Masa Corporal
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA::CLINICA MEDICA::CARDIOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto
Sigla da instituição: FAMERP
Departamento: Medicina Interna; Medicina e Ciências Correlatas
Programa: Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde
Citação: FORNITANO, Luis Domingos. O teste ergométrico em indivíduos com obesidade mórbida.. 2008. 87 f. Tese (Doutorado em Medicina Interna; Medicina e Ciências Correlatas) - Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto, São José do Rio Preto, 2008.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/80
Data de defesa: 26-Set-2008
Aparece nas coleções:Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
luisdomingosfornitano_tese.pdf1,53 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.