???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://bdtd.famerp.br/handle/tede/579
Tipo do documento: Tese
Título: Graduandos e residentes de medicina e de enfermagem: consumo de álcool, depressão, ansiedade, estresse e enfrentamento
Autor: Branco, Leda Maria 
Primeiro orientador: Miyazaki, Maria Cristina de Oliveira Santos
Primeiro membro da banca: Luiz , Andreia Mara Angelo Gonçalves
Segundo membro da banca: Duarte , Priscila
Terceiro membro da banca: Domingos, Neide Aparecida Micelli
Quarto membro da banca: Nagamine, Kazuo Kawano
Resumo: A saúde mental de profissionais e de futuros profissionais da saúde é alvo de inúmeros estudos, uma vez que, quando prejudicada, pode afetar não só o bem estar do indivíduo, mas a qualidade da sua prática e o sistema onde atua. Este estudo teve como objetivos: a) identificar, entre graduandos de medicina e enfermagem do complexo FAMERP (Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto) - FUNFARME (Hospital de Base): prevalência de uso álcool; sintomas de depressão, de ansiedade e de estresse; estratégias de enfrentamento utilizadas frente a estressores; avaliar a autoestima dos estudantes. b) Identificar a prevalência do uso do álcool entre residentes médicos e aprimorandos de enfermagem do Hospital de Base de São José do Rio Preto. c) Descrever características dos alunos atendidos no Serviço de Orientação Psicológica e Pedagógica ao Aluno (SOPPA) da FAMERP no período entre 2005 e 2012. Casuística: Alunos de Graduação - participaram 216 alunos dos cursos de graduação: 102 de medicina (1º ao 6º ano) e 114 de enfermagem (1º ao 4º ano). Residentes e Aprimorandos - 50 médicos residentes e 19 enfermeiros aprimorandos. Alunos atendidos no SOPPA: foram avaliados os prontuário dos alunos atendidos no SOPPA no período entre 2005 e 2012 (n=316). Método: estudo descritivo transversal, de abordagem quantitativa, realizado no período entre junho de 2009 e dezembro de 2010. Resultados: Alunos de Graduação: Houve predomínio do sexo feminino (82,4%) e a média de idade foi 21 anos. O consumo de álcool (AUDIT/Alcohol Use Disorders Identification Test e padrão de ingestão, quantidade e frequência de uso de bebidas alcoólicas no último mês) mostrou que nos últimos 30 dias, 69% ingeriram entre uma e oito doses de bebida alcoólica. A maioria (69%) relatou beber de uma vez por mês a três ou quatro vezes por semana. Mais da metade dos estudantes (61%) consumiram de uma a mais de oito doses durante os fins de semana. A maioria encontra-se no Risco 1 (Beber Moderado), seguida por Risco 2 e 3 (Padrão de Beber de Risco e Alto Risco). A maioria não relatou utilizar álcool como estratégia de enfrentamento. A maioria dos graduandos apresentou sintomas mínimos de depressão, que foram mais frequentes entre as mulheres. A maioria apresentou sintomas de estresse (predomínio: sintomas psicológicos e fase de resistência). A maioria dos alunos dos dois cursos apresentou excelente autoestima. Residentes e aprimorandos: utilizam o álcool como estratégia de enfrentamento para lidar com o estresse. Alunos atendidos no SOPPA: Dos 316 atendimentos realizados nesse período, 146 alunos tiveram alta e 170 alunos desistiram durante o atendimento. A maioria procurou o SOPPA espontaneamente. As principais queixas foram ansiedade, depressão e baixo rendimento acadêmico. Conclusão: Graduação - A maioria dos alunos não utiliza álcool como estratégia de enfrentamento de problemas, encontra-se no risco 1 (beber moderado), apresenta sintomas psicológicos de estresse, poucos sintomas de depressão e ansiedade e tem autoestima adequada. Residentes e aprimorandos - utilizam álcool como estratégia de enfrentamento para lidar com o estresse. Alunos atendidos no SOPPA - as principais queixas são ansiedade, depressão e problemas acadêmicos.
Abstract: There are many studies about health professionals’ mental health, since it may impair not only their wellbeing but also their practice. This study had the following objectives: a) to identify among medical and nurse students from FAMERP (Medical School of São José do Rio Preto) and FUNFARME (Hospital de Base): prevalence of alcohol intake; depression, anxiety and stress symptoms; stress coping strategies; to assess self-esteem. b) To identify prevalence of alcohol use by medical and nursing residents from Hospital de Base, São José do Rio Preto. c) To describe characteristics of students seeing at FAMERP´s Unity of Psychological and Pedagogical Counseling (SOPPA) from 2005 to 2012. Participants: Students – 216 students, 102 medical (1st to 6th year) and 114 nursing (1st to 6th year). Residents: 50 medical and 19 nursing residents. Students from SOPPA: psychological records (n=316) from 2005 to 2012 were analyzed. Methods: cross sectional quantitative study performed from June/2009 to December/2010. Results: Students – the majority of students were female (82.4%) with mean age of 21. Alcohol consumption (AUDIT/Alcohol Use Disorders Identification Test, drinking style, quantity and frequency of alcohol drinking during last month) showed that on the last 30 days 69% consumed between one and eight doses of alcohol. More than half (61%) consumed one or more than eight doses per weekend. The majority (69%) reported drinking from once a month to three to four times a week. More than half (61%) consumed from one to more than eight doses during weekends. The majority is on Risk one (Moderate drinking), followed by Risk 2 and 3 (Risk and High Risk). Most students did not report using alcohol as a coping strategy. The majority had minimal symptoms of depression that were more common among females. The majority also presented stress symptoms (predominantly psychological symptoms and resistance phase). Self-esteem was high for both medical and nursing students. Residents: use alcohol as strategy for coping with stress. Students from SOPPA: from 316 students receiving psychological care in the period, 146 completed treatment and were discharged, and 170 abandoned treatment. The majority searched treatment spontaneously. Main complains were anxiety, depression and low academic performance. Conclusion: Graduation students –the majority of the students doesn´t use alcohol as a way of coping with problems; is on Risk 1 for drinking (moderate drinking), present psychological symptoms of stress, few depression and anxiety symptoms and have adequate self-esteem. Residents - use alcohol as a strategy to cope with stress. Students from SOPPA: main complains were anxiety, depression and academic performance.
Palavras-chave: Estudantes de Medicina
Students, Medical
Depressão
Depression
Estudantes de Enfermagem
Students, Nursing
Área(s) do CNPq: CIENCIAS DA SAUDE
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto
Sigla da instituição: FAMERP
Departamento: Faculdade 1::Departamento 1
Programa: Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde
Citação: Branco, Leda Maria. Graduandos e residentes de medicina e de enfermagem: consumo de álcool, depressão, ansiedade, estresse e enfrentamento. 2014. 137 f. Tese (Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde) - Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto, São José do Rio Preto.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Identificador do documento: 1133
URI: http://bdtd.famerp.br/handle/tede/579
Data de defesa: 13-Dec-2014
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
LedaMariaBranco_Tese.pdfDocumento principal136,26 kBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.