Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/tede/5
Tipo do documento: Tese
Título: Estudo estereológico dos vasa vasorum em artérias coronárias com diferentes graus de aterosclerose
Título(s) alternativo(s): Stereological study of vasa vasorum in coronary arteries with different degrees of atherosclerosis
Autor: Batigália, Fernando 
Primeiro orientador: Godoy, Moacir Fernandes de
Primeiro coorientador: Azoubel, Reinaldo
Primeiro membro da banca: Prates, José Carlos
Segundo membro da banca: Taboga, Sebastião Roberto
Terceiro membro da banca: Braile, Domingo Marcolino
Quarto membro da banca: Fattini, Carlo Américo
Resumo: Introdução: Cerca de 50% dos casos de doença arterial coronária aterosclerótica (15% das mortes masculinas e 25% femininas) não são explicados pelos clássicos fatores de risco. Vasa vasorum coronários podem associar-se à aterosclerose coronariana; contudo, sua anatomia e fisiopatologia não estão completamente elucidadas. Objetivos: Realizar estudo estereológico dos vasa vasorum da túnica externa de artérias coronárias autopsiadas buscando correlação entre vasa vasorum, fisiopatologia do infarto do miocárdio e graus histopatológicos de aterosclerose. Material e Método: Em dez autópsias consecutivas de adultos (5 homens, 5 mulheres, 35 a 83 anos, congelados a 4º C) efetuaram-se biópsias proximal, média e distal dos ramos interventriculares anterior e posterior em cada autópsia, a cada 1,5 cm, totalizando 6 biópsias por autópsia. Cada fragmento foi processado histologicamente com cortes sucessivos de 4 cm de espessura, totalizando 4 fragmentos (24 fragmentos por autópsia). Os dois primeiros fragmentos foram corados em hematoxilina-eosina e os dois últimos em tricrômico de Masson. Lâminas histológicas foram diagnosticadas histopatologicamente quanto ao grau de aterosclerose coronariana pela classificação de Stary e examinadas em microscópio de luz Zeiss Jena com câmara clara e escala micrométrica Zeissâ para delineamento dos vasa vasorum da túnica externa coronária e mensuração do diâmetro do lúmen coronário e da espessura da túnica média coronária. Pontos dos delineamentos dos vasa vasorum sobre a grade estereológica foram manualmente contados obtendo-se diâmetro do lúmen, espessura da parede e densidades volumétrica e superficial dos vasa vasorum, e densidade do tecido conectivo da túnica externa. Dados paramétricos foram analisados por correlação linear de Pearson e análise de componentes principais, concordância no diagnóstico do grau aterosclerótico pela estatística kappa, e diferenças entre valores das variáveis a cada grau aterosclerótico por análise de variância ou teste de Kruskal-Wallis Resultados: Diâmetro do lúmen coronário correlacionou-se negativamente com espessura da túnica média e número de vasa vasorum da túnica externa (r>0,50; valor-p<0,05), com correlações explicadas pelo sexo e grau de aterosclerose (r>0,50; valor-p<0,05). Parâmetros estereológicos dos vasa vasorum correlacionaram-se negativamente com diâmetro do lúmen coronário e positivamente com espessura da túnica média, com correlações explicadas pelo grau de aterosclerose (r>0,50; valor-p<0,05). Tamanho de todos os tipos de vasa vasorum aumentou proporcionalmente ao agravamento das lesões ateroscleróticas. Estatística kappa para lâminas histológicas coradas em hematoxilina-eosina ou em tricrômico de Masson apresentou concordâncias variando de substancial ou boa a quase perfeita ou ótima . Todas as variáveis envolvidas apresentaram diferenças significativas a partir do grau II de aterosclerose coronariana. Conclusões: Espessura da túnica média e número de vasa vasorum da túnica externa correlacionaram-se negativamente com diâmetro do lúmen coronário, com correlações explicadas pelo sexo e grau de aterosclerose. Parâmetros estereológicos (exceto densidade do tecido conectivo da túnica externa) variaram proporcionalmente com espessura da túnica média e com número de vasa vasorum, e inversamente com diâmetro do lúmen coronário, com correlações explicadas pelo grau histopatológico de aterosclerose. Tamanho de cada tipo de vasa vasorum aumentou proporcionalmente à progressão dos graus ateroscleróticos. Ruptura venular precoce em placas ateroscleróticas vulneráveis poderia propiciar infarto do miocárdio desde o grau II ou III de aterosclerose.
Abstract: Introduction: About half of the cases of atherosclerotic coronary disease (a mean of 15% of women deaths and 25% of men) cannot be explained by most of the known risk factors. Coronary vasa vasorum are associated with coronary artery disease; however, their anatomy and physiopathology are not well clear. Objective: The aim of this study was to carry out a post mortem stereological study of adventitial vasa vasorum in different histopathological degrees of coronary atherosclerosis intending to correlate vasa vasorum, myocardial infarction physiopathology and histopathological degrees of atherosclerosis. Method: Ten consecutive autopsies of adults (5 men, 5 women, from 35 to 83 years-old, frozen at 4o C) were performed. Six proximal, medium and distal biopsies of the anterior and posterior interventricular coronary branches (at intervals of 1.5 cm) were performed per autopsy (a total of 60 coronary biopsy fragments). Fragments were processed by histological routine technique and cut in 4 fragments of 4 mm thickness. The first two consecutive histological fragments were stained by hematoxylin-eosin, and the two remaining by Masson´s trichrome. The fragments were histopathologically analysed according to Stary´s coronary atherosclerosis classification and examined by Zeiss Jenaâ, a light microscope with a bright chamber attached a Zeissâ micrometer scale, to outline adventitial vasa vasorum as well as to measure the coronary intraluminal diameter and the medial thickness. Intersection points of vasa vasorum with Merzâ´s grille were manually counted. For all types of vasa vasorum, points on Merzâ´s grille were counted to obtain the following stereological parameters of vasa vasorum: diameter, wall thickness, volumetric and superficial density, and adventitial connective tissue density. Parametric data were analysed by Pearson s linear correlation and principal component analysis. Agreement in determining coronary atherosclerosis degree in laminas stained by hematoxylin-eosin or Masson´s trichrome was assessed by kappa statistics. Differences among variables at each atherosclerosis degree was assessed by analysis of variance or Kruskal-Wallis test. Results: Coronary intraluminal diameter correlated negatively with coronary medial thickness and number of adventitial vasa vasorum (r>0.50; P-value<0.05). These correlations may be explained by sex, age and coronary atherosclerosis degree (r>0.50; P-value<0.05). All stereological parameters of vasa vasorum correlated negatively with coronary intraluminal diameter and positively with medial thickness, both explained by sex and atherosclerosis degree (r>0.50; P-value<0.05). The size of all types of vasa vasorum augmented proportionally to atherosclerosis histopathological degree aggravation. Kappa statistics for hematoxylin-eosin and Masson´s trichrome presented agreements varying from substantial or good to almost perfect or fine . All variables presented significant differences since the degree II of atherosclerosis. Conclusions: Coronary medial thickness and number of vasa vasorum correlated negatively with coronary intraluminal diameter. These correlations may be explained by sex and coronary atherosclerosis degree. Stereological parameters of vasa vasorum (except coronary adventitial connective tissue density) correlated positively with number of adventitial vasa vasorum as well as medial thickness, and negatively with coronary intraluminal diameter. Both correlations were determined by degree of atherosclerosis. Venular rupture in vulnerable atherosclerotic plaques may be associated with myocardial infarction arising since the degree II of atherosclerosis.
Palavras-chave: Coronariopatia
Vasa Vasorum
Estereologia
Túnica Externa
Coronária
Aterosclerose
Stereology
External Layer
Adventitia
Coronary
Atherosclerosis
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA::CLINICA MEDICA::CARDIOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto
Sigla da instituição: FAMERP
Departamento: Medicina Interna; Medicina e Ciências Correlatas
Programa: Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde
Citação: BATIGÁLIA, Fernando. Stereological study of vasa vasorum in coronary arteries with different degrees of atherosclerosis. 2003. 485 f. Tese (Doutorado em Medicina Interna; Medicina e Ciências Correlatas) - Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto, São José do Rio Preto, 2003.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/5
Data de defesa: 14-Mar-2003
Aparece nas coleções:Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
batigalia_tese_parte1.pdf926,62 kBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.