???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://bdtd.famerp.br/handle/tede/496
Tipo do documento: Dissertação
Título: Aptidão física, índice de massa corporal e sintomas de depressão em escolares
Autor: Duarte, Paulo César 
Primeiro orientador: Nagamine, Kazuo Kawano
Primeiro membro da banca: Lage, Victor
Segundo membro da banca: Miyazaki, Maria Cristina de Oliveira Santos
Resumo: Doenças Crônicas não Transmissíveis, a principal causa de morte e incapacidade em todo o mundo, são fortemente influenciadas pelo estilo de vida do indivíduo. Objetivo: identificar e analisar o estado de aptidão física relacionado à saúde entre escolares; identificar sintomas de depressão; classificar o índice de massa corporal (IMC); correlacionar sintomas de depressão, desempenho cardiorrespiratório e índice de massa corporal. Método: Estudo transversal, com amostra de conveniência, realizado nas escolas municipais de Neves Paulista (SP). Os participantes foram submetidos à seguinte bateria de testes motores propostos pelo Projeto Esporte Brasil (PROESP-BR) para determinar a aptidão física relacionada à saúde: resistência cardiorrespiratória, força e resistência muscular localizada, flexibilidade e composição corporal. Para avaliar sintomas de depressão foi utilizado o Inventário de Depressão Infantil. Resultados: Participaram do estudo 163 escolares, 91 do sexo masculino (56,83%) e 72 do sexo feminino (44,17%). A média de idade foi 8,59 ± 1,14 para o sexo masculino e 8,52 ± 1,03 anos para o feminino. Os seguintes resultados foram obtidos por meio dos testes que avaliaram aptidão física: a) Resistência cardiorrespiratória - ambos os sexos obtiveram desempenho e resultados insatisfatórios no teste de resistência cardiorrespiratória, indicativo de zona de risco para a saúde. b) Força e resistência muscular localizada - ambos apresentaram desempenho satisfatório, com diferença significante entre os sexos, indicando superioridade para os meninos. c) Flexibilidade - no teste de sentar e alcançar as meninas atingiram um desempenho significativamente superior aos meninos. Ausência de sintomas de depressão para a maioria dos participantes e, quando presentes, maior prevalência de sintomas no sexo feminino. De acordo com os valores do IMC, o percentual de indivíduos classificados com obesidade foi igual para ambos os sexos (18%); indivíduos do sexo masculino, entretanto, apresentaram maior percentual de sobrepeso (27%) em relação ao feminino (19%). As correlações entre IMC e sintomas de depressão se mostraram positivas para as meninas. Não houve correlação entre aptidão cardiorrespiratória e sintomas de depressão. Conclusões: A avaliação da aptidão física evidenciou resultados distintos para os testes utilizados. Desempenho insatisfatório para os participantes de ambos os sexos no teste de resistência cardiorrespiratória, indicando zona de risco para a saúde; resultado adequado para ambos os sexos em relação à força e resistência muscular localizada, com desempenho superior para os meninos; maior flexibilidade para o sexo feminino. Reduzidos sintomas de depressão na amostra total, com mais sintomas entre o sexo feminino. A maioria dos participantes apresentou IMC dentro da faixa de normalidade, com maior prevalência de sobrepeso para o sexo masculino (composição corporal). Meninas com maior IMC obtiveram melhor desempenho no teste cardiorrespiratório e houve correlação entre sintomas de depressão e níveis mais elevados de IMC para o sexo feminino.
Abstract: Chronic non-communicable diseases are the main cause of death and impairment in the world and are strongly associated with individual´s life style. Objective: to identify and analyse health related physical fitness among school age children; to assess depressive symptoms; classify children´s Body Mass Index (BMI); to investigate correlation between depression symptoms, cardiorespiratory performance and BMI. Method: cross sectional study with a convenience sample, conducted at Neves Paulista (SP) municipal schools. Participants performed motor tests proposed by the Brasil Sport Project (PROESP-BR) to assess health related physical fitness: cardiorespiratory resistance, strength, and localized muscle endurance, flexibility and body composition. The Children´s Depression Inventory was used to assess depression symptoms. Results: participants were 163 school children, 91 male (56.83%) and 72 female (44.17%). Mean age was 8.59 ± 1.14 for males and e 8.52 ± 1.03 for females. The following results were obtained with the tests used to assess physical fitness: a) cardiorespiratory resistance – both sexes had insatisfatory performance and results on the cardiorespiratory resistance test, which indicates a health risk zone. b) strength, and localized muscle endurance – the performance was satisfactory for boys and girls with a significant difference indicating superiority for males. c) flexibility - girls had a significant higher performance compared to boys. Results indicated absence of depression symptoms for the majority of participants and, when those were present, females had more symptoms. According to BMI the percentual of participants with obesity was equal for males and females (18%) although males had a higher percentage of overweight (27%) when compared to females (19%).There was a positive correlation between BMI and depression symptoms for girls, and no correlation was found between cardiorespiratory performance and depression symptoms. Conclusions: assessment of physical fitness showed diferent results for the used tests. An unsatisfying performance on the cardiorespiratory test for both sexes showed that males and females are vulnerable for health problems; adequate results for boys and girls for strength and localized muscle endurance was found but boys had a higher performance; girls had higher scores on flexibility. A small number of participants presented depression symptoms and girls had more symptoms than boys. The majority of participants had normal levels of BMI, with a higher percentage of overweigh among males (body composition). Girls with higher BMI had a better performance on the cardiorespiratory test and there was a correlation between higher frequency of depression symptoms and BMI for females.
Palavras-chave: Physical Fitness
Depression
Body Mass Index
Aptidão Física
Depressão
Índice de Massa Corporal
Área(s) do CNPq: CIENCIAS DA SAUDE::8765449414823306929::600
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto
Sigla da instituição: FAMERP
Departamento: Faculdade 2::Departamento 3::2806819863218485658::500
Programa: Programa de Pós-Graduação em Psicologia::2588426296948062698::500
Citação: Duarte, Paulo César. Aptidão física, índice de massa corporal e sintomas de depressão em escolares. 2016. 44 f. Dissertação (Programa de Pós-Graduação em Psicologia) - Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto, São José do Rio Preto.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Identificador do documento: 1383
URI: http://bdtd.famerp.br/handle/tede/496
Data de defesa: 25-Nov-2016
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Psicologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
PauloCésarDuart_dissert.pdfDocumento principal869,68 kBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.