???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://bdtd.famerp.br/handle/tede/489
Tipo do documento: Dissertação
Título: Qualidade de vida de policiais militares do Comando de Policiamento do Interior – 5ª Região (CPI-5) do Estado de São Paulo
Autor: Thiago Roberto, Arroyo 
Primeiro orientador: Lourenção, Luciano Garcia
Primeiro membro da banca: Silva Junior, Azor Lopes da
Segundo membro da banca: Miyazaki, Maria Cristina Oliveira Santos
Resumo: O trabalho policial é considerado desgastante, devido à natureza das atividades que compõem o ambiente profissional, envolvendo alto risco, sobrecarga de trabalho e fatores internos à corporação, que, em conjunto, formam a percepção de qualidade de vida e saúde destes profissionais. Objetivo: Avaliar a qualidade de vida de policiais militares do Comando de Policiamento do Interior – 5ª Região (CPI-5) do Estado de São Paulo. Casuística e Métodos: Estudo transversal, de base populacional, entre policiais militares pertencentes ao CPI-5. Para a coleta de dados foi utilizado o Whoqol-Bref, composto por 26 questões, das quais duas são gerais sobre as condições de vida e saúde. As demais 24 perguntas são relativas aos domínios físico, psicológico, relações sociais e meio ambiente, e suas facetas. Os dados foram analisados a partir do cálculo de escores médios para as facetas e os domínios do Whoqol-Bref e sofreram tratamento estatístico apropriado, de forma a responder os objetivos do estudo, considerando significante valor-p menor ou igual a 0,05. Resultados: Participaram do estudo 506 policiais, sendo 449 (88,74%) do sexo masculino. A idade variou de 19 a 54 anos, com mediana de 36 anos e faixa etária prevalente dos 36 aos 45 anos (39,92%); 338 (66,79%) policiais eram casados, 283 (55,93%) atuavam na PM há mais de 10 anos, 234 (46,25%) tinham ensino médio completo e 203 (40,12%), ensino superior completo; 195 (38,54%) eram Soldados, 161 (31,82%) Cabos, e 46 (9,09%) Sargentos; 346 (68,38%) trabalhavam em turno integral e 270 (53,36%) faziam escalas de 12x24 ou 24x48 horas; 414 (81,82%) policiais avaliaram a qualidade de vida como boa ou muito boa e 22 (4,35%) a julgaram como ruim ou muito ruim; 42 (8,30%) referiram-se muito insatisfeitos ou insatisfeitos com a saúde. Os escores de qualidade de vida variaram entre 62,21 a 75,05. O maior escore foi para o domínio Relações Sociais (75,05) e o menor, para o Meio Ambiente (62,21). Conclusão: Os policiais militares apresentaram comprometimento dos fatores relacionados ao domínio Meio Ambiente. Os escores obtidos nas facetas Recursos Financeiros, Recreação e Lazer, Ambiente Físico, e Sono e Repouso, fornecem um diagnóstico real e preciso do comprometimento destes fatores relacionados à qualidade de vida, contribuindo para a discussão e implementação de ações que busquem aprimorar as condições de trabalho desses profissionais, favorecendo a segurança da sociedade local.
Abstract: Police work is exhausting due to the nature of the activities that compose the professional environment involving high risk, work overload and internal corporation factors, which together form the perception of quality of life and health of these professionals. Objective: Evaluate the quality of life of military police of Policing Interior Command - 5th Region (CPI-5) of the State of São Paulo. Methods: Cross-sectional study of population base among military police belonging to the CPI-5. For data collection was used the WHOQOL-Bref, consisting of 26 questions, two of which are general on the conditions of life and health. The other 24 questions are related to the physical, psychological, social relationships and environment, and its facets. Data were analyzed by calculating the mean scores for the facets and domains of WHOQOL-Bref and had appropriate statistical treatment, in order to meet the objectives of the study, considering significant p-value less than or equal to 0.05. Results: The study included 506 policemen, and 449 (88.74%) were male. The age ranged from 19 to 54 years old, with a median of 36 years old and prevalent age group of 36 to 45 years old (39.92%); 338 (66.79%) policemen were married, 283 (55.93%) worked in the PM for more than 10 years, 234 (46.25%) had completed high school and 203 (40.12%), university graduates ; 195 (38.54%) were soldiers, 161 (31.82%) corporal, and 46 (9.09%) Sergeants; 346 (68.38%) worked full-time and 270 (53.36%) work ranges of 12x24 or 24x48 hours; 414 (81.82%) policemen assessed the quality of life as good or very good and 22 (4.35%) have considered it as bad or very bad; 42 (8.30%) reported to be very dissatisfied or dissatisfied with health. The quality of life scores ranged from 62.21 to 75.05. The highest score was for the domain Social Relations (75.05) and the lowest for the Environment (62.21). Conclusion: The military policemen showed an impairment of the factors related to the Environment domain. The scores obtained in facets Financial Resources, Recreation and Leisure, Physical Environment and sleeping and Rest, provide a real and accurate diagnosis of the commitment of these factors related to quality of life, contributing to the discussion and implementation of actions that seek to improve the conditions of work of these professionals and promotes improvements in the safety of local society.
Palavras-chave: Quality of Life
Police
Qualidade de Vida
Polícia
Área(s) do CNPq: CIENCIAS DA SAUDE::8765449414823306929::600
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto
Sigla da instituição: FAMERP
Departamento: Faculdade 2::Departamento 3::2806819863218485658::500
Programa: Programa de Pós-Graduação em Psicologia::2588426296948062698::500
Citação: Thiago Roberto, Arroyo. Qualidade de vida de policiais militares do Comando de Policiamento do Interior – 5ª Região (CPI-5) do Estado de São Paulo. 2016. 45 f. Dissertação (Programa de Pós-Graduação em Psicologia) - Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto, São José do Rio Preto.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Identificador do documento: 1390
URI: http://bdtd.famerp.br/handle/tede/489
Data de defesa: 4-Oct-2016
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Psicologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ThiagoArroyo_dissert.pdfDocumento principal2,83 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.