Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/tede/477
Tipo do documento: Tese
Título: Avaliação molecular de genes da família das glutationas S transferases em pacientes com câncer colorretal esporádico
Autor: Fleming, Gabriela Helena Rodrigues 
Primeiro orientador: Goloni-Bertollo, Eny Maria
Primeiro membro da banca: Silva, Ana Elizabete
Segundo membro da banca: Nunes, Márcia Maria Urbanin Castanhole
Resumo: O câncer colorretal é uma doença multifatorial, influenciado por fatores genéticos como polimorfismos genéticos e fatores ambientais como hábitos tabagista e etilista. Polimorfismos em genes de fase II, como os da família das Glutationa S Transferase envolvidos no metabolismo de eliminação de substâncias carcinogênicas podem contribuir com desenvolvimento do câncer colorretal esporádico. Objetivos: Avaliar a associação de fatores de risco sócio-demográficos, do polimorfismo GSTP1 Ile105Val e dos genótipos nulos GSTT1 e GSTM1 com o desenvolvimento do câncer colorretal esporádico (CCRE); investigar a interação entre esses polimorfismos e os hábitos tabagista e etilista; verificar a associação entre os polimorfismos e os parâmetros clínicos e histopatológicos do CCRE; avaliar a influência dos polimorfismos na sobrevida dos pacientes com CCRE. Métodos: Um estudo caso-controle foi realizado incluindo 970 indivíduos da população brasileira (232 pacientes com CCRE e 738 indivíduos controles). As técnicas de PCR Multiplex e PCR-RFLP foram realizadas para genotipagem dos polimorfismos. Os testes Qui-Quadrado e Regressão Logística Múltipla foram utilizados para as análises estatísticas. A sobrevida foi analisada pela Curva de Kaplan Meier e teste Log Rank. Resultados: Idade igual ou superior a 62 anos (OR=8,79; IC95%=5,90-13,09, p<0,01) e gênero feminino (OR=2,91; IC95%=1,74-4,37, p<0,01) foram associados com risco aumentado para o CCRE. A análise dos polimorfismos revelou associação entre o polimorfismo GSTM1 e risco para desenvolvimento de CCRE (OR=1,45; IC95%=1,06-2,00; p=0,02) e entre o polimorfismo GSTT1 e o risco reduzido para a doença (OR=0,65; IC95%=0,43-0,98; p=0,04). Foi evidenciada uma interação significante entre a presença do alelo selvagem do polimorfismo GSTP1 Ile105Val e o hábito tabagista no risco para CCRE (OR=2,33; IC95%=1,34-4,05; p=0,05). Houve associação entre o genótipo nulo do GSTM1 e a presença de tumores avançados (OR=2,33; IC95%=1,23-4,41; p=0,009) e aumento de risco de CCRE na presença da dupla combinação dos genótipos GSTT1 não nulo ∕ GSTM1 nulo (OR=1,50; IC95%=1,03-2,19; p=0,03) e tripla combinação GSTT1 não nulo / GSTM1 nulo / GSTP1 Val* (OR=1,85; IC95%=1,01-3,36; p=0,04). Os genótipos combinados GSTT1 não nulo / GSTM1 nulo (OR=2,40; IC95%=1,19-4,85; p=0,01) e GSTT1 não nulo / GSTM1 nulo / GSTP1 Val* (OR=2,92; IC95%=1,05-8,12; p=0,04) foram associados à progressão tumoral. Os polimorfismos não foram associados com a sobrevida dos pacientes com CCRE. Conclusão: Os resultados do presente estudo demonstram que indivíduos com idade igual ou superior a 62 anos e do gênero feminino são mais suscetíveis ao CCRE. Os polimorfismos de genótipos nulos GSTT1 e GSTM1 modulam a suscetibilidade para o CCRE na população estudada.
Abstract: Colorectal cancer is a multifactorial disease, influenced by genetic factors such as genetic polymorphisms and environmental factors such as smoking and drinking habits. Polymorphisms in Phase II genes such as those in the Glutathione S transferase family involved in the metabolism of elimination of carcinogenic substances may contribute to the development of sporadic colorectal cancer. Objectives: To evaluate the association of risk of sociodemographic factors, GSTP1 Ile105Val polymorphism, and GSTT1 and GSTM1 null genotypes with development of sporadic colorectal cancer (SCRC); to investigate the interaction among these polymorphisms with tobacco and alcohol consumption; to verify the association among these polymorphisms and clinical and histopathological parameters of SCRC and to evaluate the influence of the polymorphisms on overall survival time of SCRC patients. Material and Method: A case-control study was conducted including 970 individuals from Brazilian population (232 patients with SCRC and 738 controls). PCR Multiplex and PCR-RFLP techniques were performed for genotyping of the polymorphisms. Results: Age equal or over 62 years (OR = 8.79; (95% CI = 5.90-13.09, p <0.01) and female gender (OR = 2.91, 95% CI = 1.74-4.37, p <0.01) were associated with increased risk for SCRC. The analysis of the polymorphisms revealed association between the GSTM1 polymorphisms and risk for SCRC (OR = 1.45; 95% CI = 1.06-2.00; p=0.02), and between GSTT1 and reduced risk for the disease (OR = 0.65; 95% CI =0.43-0.98; p=0.04). An interaction between the presence of the wild-type allele of GSTP1 Ile105Val polymorphism and the tobacco consumption on risk for SCRC (OR = 2.33; 95% CI = 1.34-4.05; p=0.05) was observed. There was an association between the GSTM1 null genotype and the presence of advanced tumors (OR = 2.33, 95% CI = 1.23-4.41, p = 0.009), and increased risk of SCRC in the presence of combination of non-null GSTT1 / null GSTM1 genotypes (OR = 1.50; 95% CI = 1.03-2.19; p = 0.03) and non-null GSTT1 / GSTM1 null / GSTP1 Val * (OR = 1.85; 95% CI = 1.01-3.36, p = 0.04). Combined genotypes non-null GSTT1 / null GSTM1 (OR = 2.40, 95% CI = 1.19-4.85, p = 0.01) and non-null GSTT1 / null GSTM1 / GSTP1 Val * (OR = 2.92; 95% CI = 1.05-8.12, p = 0.04) were associated with tumor progression. Polymorphisms were not associated with the survival of patients with SCRC. Conclusion: The results of the present study demonstrate that individuals aged 62 years or older and the female gender are more susceptible to SCRC. Polymorphisms of null genotypes GSTT1 and GSTM1 modulate the susceptibility to SCRC in the population studied.
Palavras-chave: Xenobióticos
Xenobiotics
Neoplasias Colorretais
Colorectal Neoplasms
Polimorfismo Genético
Polymorphism, Genetic
Área(s) do CNPq: CIENCIAS DA SAUDE
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto
Sigla da instituição: FAMERP
Departamento: Faculdade 1::Departamento 1
Programa: Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde
Citação: Fleming, Gabriela Helena Rodrigues. Avaliação molecular de genes da família das glutationas S transferases em pacientes com câncer colorretal esporádico. 2018. 96 f]. Tese (Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde) - Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto, São José do Rio Preto.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Identificador do documento: 1326
URI: http://hdl.handle.net/tede/477
Data de defesa: 11-Mai-2018
Aparece nas coleções:Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
GABRIELAHELENARODRIGUESFLEMING_dissert.pdfDocumento principal2,75 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.