Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/tede/473
Tipo do documento: Tese
Título: Análise molecular de polimorfismos dos genes da família GST em pacientes com carcinoma espinocelular de cabeça e pescoço tratados com quimioterapia e/ou radioterapia
Autor: Maniglia, Mauricio Pereira 
Primeiro orientador: Goloni-Bertollo, Eny Maria
Primeiro membro da banca: Chicote, Patricia Matos Biselli
Segundo membro da banca: Molina, Fernando Drimel
Terceiro membro da banca: Patrocinio, Lucas Gomes
Quarto membro da banca: Lisoni, Flavia Cristina R.
Resumo: O câncer de cabeça e pescoço está entre os dez tipos de câncer mais frequentes no Brasil, assim, responsável por alto índice de mortalidade no país. Polimorfismos em genes de enzimas metabolizadores de xenobióticos como a família glutationa-S-transferases (GSTs) podem levar à diminuição da habilidade para inativar carcinógenos (substâncias de álcool e cigarro) ativados e aumentar o risco para o câncer, além de influenciar na resposta ao tratamento de quimioterapia e/ou radioterapia dessa doença. Objetivo: Investigar a associação entre os genótipos nulos dos genes GSTM1 e GSTT1 e os polimorfismos A313G e C341T do gene GSTP1 e o câncer de cabeça e pescoço; verificar a associação entre esses polimorfismos e o sítio anatômico de ocorrência do tumor e características clinico-patológicas dos pacientes com este tipo de câncer tratados com quimioterapia e/ou radioterapia; avaliar a influência dos polimorfismos no tempo livre de recidiva e sobrevida dos pacientes com câncer de cabeça e pescoço tratados com quimioterapia e/ou radioterapia. Casuística e Métodos: Foram incluídos no estudo retrospectivo caso-controle 711 indivíduos; 197 pacientes diagnosticados com carcinoma espinocelular de cabeça e pescoço pelo Serviço de Otorrinolaringologia e Cirurgia de Cabeça e Pescoço do Hospital de Base de São José do Rio Preto (FAMERP/HB) e 514 indivíduos sem história de neoplasia provenientes do Hemocentro (FAMERP/HB). As variáveis analisadas foram: gênero, idade, hábitos tabagista e etilista, sítio anatômico do tumor, características clinico-patológicas do tumor e tratamento com quimioterapia e/ou radioterapia. A genotipagem dos polimorfismos foi realizada por Reação em Cadeia da Polimerase (PCR) para GSTM1 e GSTT1, e por PCR-Polimorfismos de Comprimentos de Fragmento de Restrição (PCR-RFLP) para os polimorfismos A313G e C341T do gene GSTP1. No gene GSTP1 foram avaliadas as frequências genotípicas dos polimorfismos A313G e C341T para o Equilíbrio de Hardy-Weinberg (HWE), por Teste Qui-quadrado e análise dos haplótipos. Teste de Regressão Logística Múltipla foi realizado para determinar o efeito das variáveis analisadas no câncer de cabeça e pescoço. Resultados: Frequências genotípicas dos polimorfismos GSTP1 A313G e C341T se apresentaram em HWE em ambos grupos (caso e controle, p>0,05); os haplótipos GSTP1 A313G/C341T diferiram significantemente entre grupos caso e controle (Grupo caso: A313/C341, p=0,013; A313/T341, p=0,019; Grupo controle: G313/C341, p=0,015). Idade avançada (≥59, p<0,001), gênero masculino (p=0,040), hábitos tabagista (p<0,001) e etilista (p<0,001), polimorfismos GSTT1 (p<0,001), GSTM1 (p<0,001), GSTP1 A313G (p=0,037) mostraram significância no risco para câncer de cabeça e pescoço. O polimorfismo GSTP1 C341T (p=0,688) não mostou significância com o risco para este tipo de câncer. Os polimorfismos não foram associados com o sítio anatômico, características clinico-patológicas do tumor, tempo livre de recidiva e sobrevida dos pacientes (p>0,05). Conclusão: A presença do genótipo nulo GSTM1 está associada com aumento do risco para o câncer de cabeça e pescoço, enquanto o genótipo nulo GSTT1 e o polimorfismo GSTP1 A313G contribuem para a redução do risco neste tipo tumoral. Os polimorfismos GSTs investigados não estão associados com características clinico-patológicas do tumor, tempo livre de recidiva ou sobrevida dos pacientes tratados com quimioterapia e/ou radioterapia. Estudos futuros com ampliação do grupo amostral poderão contribuir para o esclarecimento do papel dos polimorfismos em genes da família GST nas diferenças individuais dos pacientes em resposta aos tratamentos de quimioterapia e/ou radioterapia e identificar biomarcadores de suscetibilidade.
Abstract: Head and neck cancer are among the ten most common types of cancer in Brazil, accounting for a high mortality rate in the country. Polymorphisms in genes of xenobiotic metabolizing enzymes such as the glutathione-S-transferases (GSTs) family may lead to decreased ability to inactivate activated carcinogens (alcohol and cigarette substances) and increase the risk for cancer, in addition to influencing the response to treatment of chemotherapy and/or radiotherapy of this disease. Objective: To investigate the association between GSTM1 and GSTT1 null genotypes and the A313G and C341T polymorphisms of the GSTP1 gene and head and neck cancer; to verify the association between these polymorphisms and anatomical site of tumor occurrence and clinical-pathological characteristics of patients with this type of cancer treated with chemotherapy and/or radiotherapy; to evaluate the influence of polymorphisms in relapse-free and survival time of patients with head and neck cancer treated with chemotherapy and/or radiotherapy. Patients and Methods: In this retrospective case-control study, 711 subjects were included, 197 patients diagnosed with head and neck squamous cell carcinoma by Otorhinolaryngology and Head and Neck Surgery Service of Base Hospital, São José do Rio Preto (FAMERP/HB) and 514 individuals with no history of neoplasia from the Hemocenter (FAMERP/HB). The variables analyzed were: gender, age, smoking habit and alcohol consumption, anatomical site of tumor clinical-pathological features of the tumor and treatment with chemotherapy and/or radiotherapy. Genotyping of the polymorphisms was performed by Polymerase Chain Reaction (PCR) for GSTM1 and GSTT1 and PCR-Restriction Fragment Length Polymorphisms (PCR-RFLP) for A313G and C341T polymorphisms of the GSTP1 gene. In the GSTP1 gene genotype frequencies of the A313G and C341T polymorphisms were evaluated for Hardy-Weinberg Equilibrium (HWE), Chi-square test and haplotype analysis. Multiple Logistic Regression Test was performed to determine the effect of the variables analyzed on head and neck cancer. Results: Genotypic frequencies of GSTP1 A313G and C341T polymorphisms showed in HWE in both groups (case and control, p>0.05); the GSTP1 A313G/C341T haplotypes differed significantly between case and control groups (Case group: A313/C341, p=0.013; A313/T341, p=0.019; Control group: G313/C341, p=0.015). Advanced age (≥59, p<0.001), male gender (p=0.040), smoking habit (p <0.001), alcohol consumption (p<0.001), GSTT1 (p<0.001), GSTM1 (p<0.001), GSTP1 A313G (p=0.037) polymorphisms showed significance in the risk for head and neck cancer. The GSTP1 C341T polymorphism (p=0.688) did not show significance with the risk for this type of cancer. Polymorphisms were not associated with the anatomical site, clinical-pathological features of the tumor, relapse-free, and patient survival time (p>0.05). Conclusion: The presence of the null genotype GSTM1 is associated with increased risk for head and neck cancer, while the null genotype GSTT1 and GSTP1 A313G contributes to the reduction of risk in this tumor type. The GSTs polymorphisms investigated are not associated with clinical-pathological features of the tumor, relapse-free or survival time of patients treated with chemotherapy and/or radiotherapy. Further studies with amplification of the sample group may contribute to the clarification of the role of polymorphisms in GST family genes in individual differences of patients in response to chemotherapy and/or radiotherapy treatments and to identify biomarkers of susceptibility.
Palavras-chave: Polimorfismo Genético
Polymorphism, Genetic
Carcinoma
Carcinoma
Quimioterapia
Drug Therapy
Radioterapia
Radiotherapy
Área(s) do CNPq: CIENCIAS DA SAUDE
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto
Sigla da instituição: FAMERP
Departamento: Faculdade 1::Departamento 1
Programa: Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde
Citação: Maniglia, Mauricio Pereira. Análise molecular de polimorfismos dos genes da família GST em pacientes com carcinoma espinocelular de cabeça e pescoço tratados com quimioterapia e/ou radioterapia. 2017. 105 f. Tese (Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde) - Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto, São José do Rio Preto.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Identificador do documento: 1341
URI: http://hdl.handle.net/tede/473
Data de defesa: 28-Nov-2017
Aparece nas coleções:Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
MauricioPereiraManiglia_tese.pdfDocumento principal1,47 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.