???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://bdtd.famerp.br/handle/tede/449
Tipo do documento: Dissertação
Título: Função sexual de mulheres com doença renal crônica
Autor: Marques, Bethânia Buzato 
Primeiro orientador: Branco, Leda Maria
Primeiro membro da banca: Charpiot, Ida Maria Maximina Fernandes
Segundo membro da banca: Pinto, Maria Jaqueline Coelho
Resumo: A doença renal crônica apresenta elevada prevalência e constitui atualmente, um problema de saúde pública mundial. Acarreta consequências físicas, psicológicas e exige adaptação e mudança de estilo de vida. São também encontradas alterações na função sexual de homens e mulheres acometidos pela Doença Renal Crônica, assim como a diminuição da libido em ambos os sexos. Objetivo: avaliar o desempenho e a satisfação sexual de mulheres portadoras de Doença Renal Crônica e comparar os níveis desempenho e satisfação sexual nas duas principais modalidades de terapia renal substitutiva – hemodiálise e transplante renal. Método: estudo descritivo transversal, tendo como participantes 49 mulheres inseridas em modalidades de terapia renal substitutiva: Hemodiálise e Transplante Renal no Hospital de Base na cidade de São José do Rio Preto - SP. Foi utilizada para coleta de dados, ficha contendo informações sócio demográficas, escala para avaliação da atividade sexual na mulher (QS-F) e entrevista semiestruturada. Resultados: 65,3% das colaboradoras identificaram mudanças intensas na imagem corporal após a DRC. Assim como, diminuição na libido e no desempenho sexual. Cerca de 89,8% das colaboradoras apresentam prejuízo na questão do QS-F referente ao desejo sexual. Na comparação entre os tratamentos, a diferença foi significativa em todas as questões do QS-F, exceto na questão relacionada à dor. Quando avaliado pelo escore total do instrumento o grupo em tratamento hemodialítico alcançou a pontuação média de 39,0 (ruim a desfavorável), já o grupo de transplante renal 70,0 (de regular a bom). As colaboradoras em transplante apresentam probabilidade nove vezes maior (odds ratio – 9,2) de alcançarem melhor escore no instrumento. Conclusão: houve prejuízo clinicamente significativo no desempenho e satisfação sexual das mulheres portadoras de doença renal crônica, alterações que podem estar associadas a diferentes fatores. Na comparação de grupos, este estudo demonstrou um funcionamento sexual significativamente melhor no grupo transplante.
Abstract: Chronic kidney disease (CKD) is highly prevalent and is currently a worldwide public health problem. It entails physical and psychological consequences and requires adaptation and change of lifestyle. Also, alterations in sexual function of men and women affected by such a disease, as well as decrease in libido are found in both sexes. Objective: to evaluate the performance and sexual satisfaction of women with chronic kidney disease and compare levels of performance and sexual satisfaction in the two main modalities of renal replacement therapy – hemodialysis and renal transplantation. Method: a descriptive cross-sectional study with 49 women enrolled in renal replacement therapy modalities (hemodialysis and renal transplantation) at Hospital de Base in the city of São José do Rio Preto - SP. For data collection, it was used data sheet containing socio-demographic information, scale for evaluation of sexual activity in women (SQ-F) and semi-structured interview. Results: 65,3% of collaborators have reported intense changes in body image after CKD, as well as decrease in libido and sexual performance. About 89,8% of collaborators present impairement in the SQ-F question regarding sexual desire. In the comparison between treatments, difference was significant in all SQ-F, except for question related to pain. When the total score of the instrument was evaluated, the group undergoing hemodialysis achieved a mean score of 39,0 (poor to unfavorable), and the kidney transplant group 70,0 (regular to good). Transplant collaborators has nine times greater chance (odds ratio – 9,2) of achieving better score in the instrument. Conclusion: the performance and sexual satisfaction of women with chronic kidney disease are impaired, which may be associated with different factors. In the comparison between groups, this study demonstrated significantly better sexual functioning in the transplant group.
Palavras-chave: Female sexual dysfunction
Renal Insufficiency, Chronic
Transplant
Sexuality
Disfunção sexual feminina
Insuficiência Renal cronica
Transplante
Sexualidade
Área(s) do CNPq: CIENCIAS DA SAUDE::8765449414823306929::600
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto
Sigla da instituição: FAMERP
Departamento: Faculdade 2::Departamento 3::2806819863218485658::500
Programa: Programa de Pós-Graduação em Psicologia::2588426296948062698::500
Citação: Marques, Bethânia Buzato. Função sexual de mulheres com doença renal crônica. 2018. 58 f. Dissertação (Programa de Pós-Graduação em Psicologia) - Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto, São José do Rio Preto.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Identificador do documento: 1357
URI: http://bdtd.famerp.br/handle/tede/449
Data de defesa: 27-Mar-2018
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Psicologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
BethaniaBuzato_dissert.pdfDocumento principal617,75 kBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.