Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/tede/44
Tipo do documento: Dissertação
Título: Prevalência do conhecimento, tratamento, controle e custo-efetividade da hipertensão arterial sistêmica em São José do Rio Preto Estudo Populacional
Autor: Moreira, Gisela Cipullo 
Primeiro orientador: Cipullo, José Paulo
Primeiro coorientador: Martin, Jose Fernando Vilela
Primeiro membro da banca: Oliveira, Granville Garcia de
Segundo membro da banca: Cesarino, Cláudia Bernardi
Resumo: A hipertensão arterial sistêmica (HAS) é uma doença com alta prevalência em quase todos os países, constituindo um dos principais fatores de risco para morbimortalidade cardiovascular. Objetivos: Os objetivos deste estudo foram avaliar na faixa etária acima de quarenta anos, o nível de conhecimento e controle da HAS, relacionados com a faixa etária, gênero, nível sócio-econômico, escolaridade, índice de massa corpórea, utilização de monoterapia e associação de fármacos; comparar o controle pressórico obtido com as principais classes de fármacos; avaliar a relação custo-efetividade comparando as principais classes de anti-hipertensivos e associações e comparar o custo dos medicamentos de referência e genéricos. Casuística e Método: Neste estudo de corte transversal randomizado, avaliou-se uma amostra de 738 indivíduos hipertensos com idade entre 40 e 93 anos de idade, sendo 345 do gênero masculino (46,7%) e 393 do gênero feminino (53,3%), em virtude da maior prevalência da HAS nesta faixa etária. Resultados: Avaliando-se o conhecimento, observou-se que 72,9% (IC 95%: 69,5 -76,3) dos hipertensos conheciam sua condição, com predomínio no gênero feminino nas faixas etárias de 40-49 anos e 50-59 anos, e maior prevalência de conhecimento no grupo obeso.Não se observou diferença significativa no conhecimento entre as classes sociais e níveis de escolaridade. Analisando-se o controle pressórico não se observou diferença significante entre os gêneros, nas faixas etárias e nas diferentes faixas de índice de massa corpórea. Observou-se maior prevalência de controle na classe social AB e no nível E-3 de escolaridade. De acordo com o número de fármacos utilizados, 44,6% dos hipertensos tratados utilizavam monoterapia sendo os betabloqueadores o grupo mais efetivo no controle pressórico; 41,2% dos indivíduos utilizavam associação de dois fármacos, sendo diuréticos + IECA a mais utilizada e 14,2% faziam uso de três ou mais fármacos. Conclusões: Não se observou diferença significante no controle da HAS comparando-se a monoterapia com a associação de fármacos. A relação custo-efetividade foi menor com monoterapia do que com associação, sendo os diuréticos os mais custo-efetivos. Na comparação entre as médias de custo dos medicamentos de referência em relação aos hipertensos controlados ou não, concluiu-se que com o controle pressórico adequado, o custo de tratamento torna-se menor.
Abstract: Systemic hypertension (SH) is a disease with high prevalence worldwidely. It is considered one of the main risk factors for cardiovascular morbimortality. Objectives: This study aims to evaluate in individuals aged over 40 years, their level of awareness and control of SH, associated with age group, gender, socioeconomic status, educational level, body mass indexes, treatment with monotherapy or drug association; to compare the blood pressure control with the main related-drug substances; to evaluate the cost- effectiveness ratio among the main antihypertensive drugs and associations and to compare the cost of generic and conventional drugs. Casuistics and Method: In this randomized cross-transversal study, a sample of 738 individuals aged between 40 and 93 years; 345 male (46.7%) and 393 female (53.3%) was evaluated due the greatest prevalence of hypertension from this age. Results: In relation to awareness level, it was observed that 72.9% (IC 95%: 69.5 76.3%) of hypertensives were aware of their condition, predominantly the female with ages between 40-49 years and 50-59 years, and a higher prevalence of awareness among the overweighed . No significant difference of awareness was observed among socioeconomic classes and educational levels. According to blood pressure control, higher prevalence of control was observed in A B social classes than in the others; as also in the higher educational level mainly in the age group of 40-49 years. No significant difference between genders and different body mass indexes (BMI) was observed. According to the number of drugs used, 44.6% of these hypertensives have been using monotheraphy; control pressure was more effective with beta blockers. A total of 41.2% of them were using two drugs association: diuretics and ACE inhibitors, mostly used, and 14.2% were using three or more drugs. Conclusion: Higher prevalence of awareness was observed either in female gender or in the overweighed, while no differences in the socioeconomic groups and educational level were observed. In relation to the control, higher prevalence was observed in AB classes and in higher educational level, while no difference between the genders and in the different BMI groups. When comparing monotherapy with drug association, there was no significant difference in SH control. Cost-effectiveness relationship was lower with monotherapy than with association; being the diuretics mostly cost-effectiveness. Comparing the mean of the cost of conventional drugs in relation to controlled hypertensives or not, it was conclude that an appropriate blood pressure control provides a lower cost of the treatment.
Palavras-chave: Hipertensão Arterial
Conhecimento
Controle.
Arterial hypertension
Awareness
Control. Treatment
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA::CLINICA MEDICA::CARDIOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto
Sigla da instituição: FAMERP
Departamento: Medicina Interna; Medicina e Ciências Correlatas
Programa: Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde
Citação: MOREIRA, Gisela Cipullo. Prevalência do conhecimento, tratamento, controle e custo-efetividade da hipertensão arterial sistêmica em São José do Rio Preto Estudo Populacional. 2008. 138 f. Dissertação (Mestrado em Medicina Interna; Medicina e Ciências Correlatas) - Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto, São José do Rio Preto, 2008.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/44
Data de defesa: 31-Jan-2008
Aparece nas coleções:Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
giselacipullomoreira_dissert.pdf612,13 kBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.