???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://bdtd.famerp.br/handle/tede/408
Tipo do documento: Dissertação
Título: Relação entre estilo de vida sedentário e disfunção erétil
Autor: Francisco Pedro, Pinheiro 
Primeiro orientador: Fernando Nestor, Facio Junior
Primeiro membro da banca: José Germano Ferraz de , Arruda
Segundo membro da banca: Antonio Barbosa de , Oliveira Filho
Resumo: Introdução: O conforto que a vida moderna oferece traz dois importantes efeitos colaterais: sedentarismo e obesidade. O estilo de vida adotado atualmente tem sido fortemente influenciado pela adoção de comportamentos sedentários, os quais podem refletir-se na atividade sexual. Objetivo: Investigar a relação entre estilo de vida sedentário e disfunção erétil, considerando-se: a) caracterização clínica e demográfica dos pacientes; b) determinação do nível de atividade física e c) correlação entre DE e a prática de atividade física. Casuística e Método: Foram estudados prospectivamente 50 pacientes com DE atendidos entre agosto/2014 e fevereiro/2015. A análise de associação entre grau de DE (moderado e grave) e variáveis qualitativas (diabetes, etilismo, tabagismo e nível de atividade física) foi efetuada por meio do teste quiquadrado de Pearson. Resultados: Dos pacientes estudados, 21 (42%) tinham DE moderada (grau 2) e 29 (58%) DE grave (grau 3). A faixa etária mais frequente (38%) foi a sexta década de vida. A maioria dos pacientes (86%) apresentou excesso de peso corpóreo. Com relação ao nível de atividade física dos participantes, 38 (76%) declararam-se ativos, 6 (12%) insuficientemente ativos e 6 (12%) afirmaram ser sedentários. Os resultados mostraram que 38 participantes (76%) apresentaram DE mesmo sendo fisicamente ativos, contrariando nossas expectativas iniciais, pois a atividade física regular não minimizou a ocorrência de DE. Conclusões: Houve predomínio de pacientes com DE na sexta década de vida e com excesso de peso. O nível de atividade física da maioria dos participantes foi elevado. Não houve associação significativa entre DE (graus moderado e grave) e nível de atividade física (ativo, insuficientemente ativo e sedentário).
Abstract: Introduction: The comfort of modern life causes two important side effects: physical inactivity and obesity. The current lifestyle is strongly influenced by sedentary behavior with a possible effect on sexual activity. Objective: To investigate the relationship between sedentary lifestyle and erectile dysfunction (DE), considering: a) the clinical characterization of patients; b) an evaluation of the level of physical activity, and c) a possible correlation between ED and physical activity. Patients and Method: We prospectively studied 50 patients with ED treated between August 2014 and February 2015. The analysis of the association between the degree of ED (moderate and severe) and qualitative variables (diabetes, alcoholism, smoking and physical activity) was investigated using Pearson's chi-square test. Results: Of the patients studied, 21 (42%) had moderate (grade 2) and 29 (58%) of severe (grade 3). The most common age (38%) was the sixth decade of life. Most patients (86%) was overweight. Regarding the level of physical activity of the participants, 38 (76%) reported being active, 6 (12%) insufficiently active and 6 (12%) reported though sedentary. Results showed that 38 participants (76%) presented DE even being physically active, contrary to our initial expectations, since regular physical activity has not reduced the occurrence of ED. Conclusions: There was predominance of patients with ED in the sixty decade of life and overweight. The majority of patients with ED presented high level of physical activity. There was not a significant association between ED (moderate and severe) and level of physical activity (active, insufficiently active, and sedentary).
Palavras-chave: Exercise
Erectile Dysfunction
Men's Health
Sedentary
Atividade física
Disfunção erétil
Saúde do homem
Sedentarismo
Área(s) do CNPq: CIENCIAS DA SAUDE::8765449414823306929::600
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto
Sigla da instituição: FAMERP
Departamento: Faculdade 1::Departamento 1::306626487509624506::500
Programa: Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde::-6954410853678806574::500
Citação: Francisco Pedro, Pinheiro. Relação entre estilo de vida sedentário e disfunção erétil. 2016.42 p. Dissertação (Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde) - Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto, São José do Rio Preto.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Identificador do documento: 1281
URI: http://bdtd.famerp.br/handle/tede/408
Data de defesa: 20-Jul-2016
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
franciscoppinheiro_dissert.pdffranciscoppinheiro_dissert.pdf2,59 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.