Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/tede/391
Tipo do documento: Tese
Título: Efeitos do programa de condicionamento físico em portadores de NASH.
Autor: Freitas, Vinicius de Lima 
Primeiro orientador: Silva, Rita de Cássia Martins Alves da
Primeiro membro da banca: Nagamine, Kazuo Kawano
Segundo membro da banca: Miyazaki, Maria Cristina de Oliveira Santos
Terceiro membro da banca: Lage, Victor
Quarto membro da banca: Prado, Juliana Martuscelli da Silva
Resumo: Introdução: A prevalência da Esteatose Hepática (EH) e da Doença Hepática Gordurosa Não Alcoólica (DHGNA) na população brasileira não é conhecida, e são poucos os estudos sobre esta doença no país. A mudança no estilo de vida representa a principal recomendação para o tratamento da DHGNA, assim, a atividade física e o exercício físico são ferramentas eficientes no combate à dislipidemia e acúmulo de gordura no fígado. Objetivo: Avaliar os efeitos do programa de condicionamento físico supervisionado in loco e supervisionado à distância com duração de 12 meses em pacientes com Esteatohepatite não alcoólica (NASH). Casuística e Método: Trata-se de um estudo de coorte aberto prospectivo, longitudinal, no qual foram estudados, pacientes em acompanhamento nos ambulatórios de DHGNA do Hospital de Base de São José do Rio Preto, que tiveram o diagnóstico histológico de NASH nos últimos 12 meses. Os critérios de exclusão apresentados foram: pacientes com outras doenças hepáticas concomitantes que possam cursar com esteatose; história prévia de ingestão alcoólica igual ou superior a 210g/semana para homens e 140g/semana para mulheres; medicação conhecidamente relacionada com a etiologia de DHGNA; hipotireoidismo ou hipertireoidismo não tratado; pós-operatório de cirurgia bariátrica; obesidade maior ou igual ao grau III; compulsão alimentar ou outro distúrbio psiquiátrico não controlado. Os pacientes foram analisados em protocolo de avaliação clínica e laboratorial, como o questionário de Baecke e o Teste de Caminhada de 6 minutos (TC6), antes e após a participação no programa de condicionamento físico em estudo. A estatística descritiva foi composta pelas variáveis paramétricas e não paramétricas (média, desvio padrão). As comparações entre os valores basais e, após a intervenção do programa de condicionamento físico foram efetuadas pelo teste t de Student (dados pareados) e teste não paramétrico de Mann-Whitney, com nível de significância (valores de p) inferior a 0,05. Resultados: Dos 15 pacientes incluídos no estudo, três pacientes não concluíram o programa multidisciplinar no período de 12 meses. Assim, a amostra total analisada foi de 11 pacientes, isto é, 73,33% dos incluídos no estudo. O programa supervisionado a distância foi escolhido por todos os pacientes avaliados tendo a caminhada como atividade física mais praticada (66,67%), seguido do futebol. A meta de perda de 5% do peso corporal não foi atingida ao final do estudo, e a lipoproteína plasmática de baixa densidade (LDL) apresentou redução significante (Tempo 4, p=0,0130) durante o estudo. A Distância Percorrida no Teste (DTC6) foi maior nos Tempos 1 e 2 quando comparado ao Tempo 0, com diferença significante (p < 0,05). Conclusão: O programa de condicionamento físico supervisionado à distância teve alta adesão e foi eficaz para a melhora da capacidade funcional de pacientes com NASH. A melhora foi parcial para os parâmetros bioquímicos e antropométricos. Adicionalmente, este programa de condicionamento físico, monitorado à distância, tem baixo custo e é de facil implantação no Sistema Único de Saúde, com alto potencial de custo-benefício para pacientes com DHGNA e NASH, que poderão ser maiores a longo prazo.
Abstract: Introduction: The prevalence of hepatic steatosis and non-alcoholic fatty liver disease (NAFLD) in the Brazilian population is not known, and there are few studies about this disease in the country. Lifestyle modification, including physical activity and exercise are first line recommendation for the tratment of patients with NAFLD. Aim: To evaluate the efficacy of the Supervised physical activity and exercise program on-site and distance-supervised with duration of 12-month for patients with non-alcoholic steatohepatitis (NASH). Methods: This is a prospective, longitudinal, open cohort study including consecutive patients who had a histological diagnosis of NASH in the last 12 months and who were followed up at the outpatient NAFLD clinic. Exclusion criteria were: patients with concomitant liver diseases who could lead to steatosis; history or active significant alcohol intake such as equal or greater than 210g / week for men and 140g / week for women; drugs known to be related to NAFLD; untreated hypo or hyperthyroidism; pevious bariatric surgery; obesity equal or greater than grade III; binge eating or other uncontrolled psychiatric disorder. The patients were studied withing a pre-stated protocol study including clinical and laboratory evaluation, as well as the Baecke questionnaire and the six minute walk test (6MWT), before and after participation in the physical conditioning program. Descriptive statistics, Student's tes and the Mann-Whitney test, were performed for parametric and non-parametric variables as apropriated. The significance level adopted was p-value >0.05. Results: From the 15 included patients, three of them did not complete the multidisciplinary program during the 12-month study period. Thus, the total sample analyzed was 11 patients, that is, 73.33% of included patients. The 5% goal for body weight loss was not reached, however low density lipoprotein (LDL) presented significant reduction at the end of the study (p = 0.0130). The distance-supervised program was chosen by all patients and walking was the main physical activity (66.67%), followed by soccer. The 6-min walk distance (6MWD) was sgnificantly higher at trhee and six month when compared with basal distance at the entry of the study. Conclusion: The distancesupervised physical activity and exercise program had high adherence and was effective in improving the functional capacity for patitients with NASH. On the other hand, there was partial improvement for biochemical and antropometric variables. Aditionally, this is a distance-supervised life-style modification program with low cost and high potential cost-benefit for patients with DHGNA and NASH attended on the National Health System.
Palavras-chave: Hepatopatia Gordurosa não Alcoólica
Non-alcoholic Fatty Liver Disease
Fígado Gorduroso
Fatty Liver
Exercício
Exercise
Área(s) do CNPq: CIENCIAS DA SAUDE
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto
Sigla da instituição: FAMERP
Departamento: Faculdade 1::Departamento 1
Programa: Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde
Citação: Freitas, Vinicius de Lima. Efeitos do programa de condicionamento físico em portadores de NASH. 2017. 109 p. Tese (Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde) - Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto, São José do Rio Preto.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Identificador do documento: 1299
URI: http://hdl.handle.net/tede/391
Data de defesa: 5-Mai-2017
Aparece nas coleções:Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
viniciusdelimafreitas_tese.pdfviniciusdelimafreitas_tese8,3 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.