Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/tede/369
Tipo do documento: Dissertação
Título: Análise do consumo de álcool em pacientes submetidos a transplante de fígado.
Autor: Melo, Patrícia Silva 
Primeiro orientador: Silva, Rita de Cássia Martins Alves da
Primeiro membro da banca: Miyazaki, Maria Cristina de Oliveira Santos
Segundo membro da banca: Araújo Filho, Gerardo Maria de
Resumo: O transplante de fígado é um tratamento eficaz para doenças hepáticas avançadas relacionadas ou não ao consumo de álcool. O etilismo é um dos abusos de substâncias mais frequentes e o consumo excessivo de álcool tem um impacto negativo na qualidade de vida do paciente transplantado. Objetivos: Analisar a ingestão de álcool no contexto da qualidade de vida dos pacientes transplantados do fígado, verificar o consumo de álcool na amostra de transplantados do Hospital de Base de São José do Rio Preto – SP, analisar o perfil dos transplantados de acordo com o consumo ou não de álcool, avaliar a qualidade de vida após o transplante de fígado e os fatores preditivos para o consumo de álcool. Método: Estudo de corte transversal, observacional e descritivo no período de janeiro de 1998 a março de 2014 incluindo 124 pacientes adultos submetidos a transplante de fígado. Foram incluídos todos os pacientes transplantados e em acompanhamento há mais de seis meses e excluídos aqueles inacessíveis para responder ao questionário (n=49), ou em tratamento para Hepatite C (n=6). Para a coleta de dados foram utilizados três instrumentos: 1 - questionário sobre a percepção do paciente quanto ao seu estado geral de saúde pós-transplante, 2 - questionário de qualidade de vida SF-36 (Medical Outcomes Study 36–Item Short– Form Health Survey) e 3 - questionário para consumo de substâncias AUDIT-C (Alcohol Use Disorders Identification Test). Foram estudados 124 pacientes divididos em grupos conforme classificados pelo AUDIT-C, sendo 29 etilistas e 95 abstêmios. Dos 29 etilistas, eram consumidores excessivos 22 e aceitáveis 7. Ainda entre os 29 etilistas, 14 eram recidivantes (tiveram Doença Alcoólica do Fígado como causa da cirrose) e 15 não recidivantes (de-novo). Dos 14 recidivantes, tinham consumo excessivo 11 e consumo aceitável 3. Entre os 15 pacientes não recidivantes, tinham consumo excessivo 11 e consumo aceitável 4. Para a análise de fatores que pudessem ser preditores do consumo ou não de álcool pós-transplante foram analisados: grau de instrução, renda familiar, estado conjugal, ocupação, relacionamento familiar, relacionamento social, mudança diária, humor qualidade do sono, alimentação, uso de tabaco, consumo de álcool, uso de drogas, complicações da doença, tratamento para outras doenças e mudança do transplante, pré e póstransplante. As mesmas perguntas foram feitas para informação colateral dos familiares participantes. Resultados: A respeito da qualidade de vida foram identificados o estado geral de saúde, aspectos físicos e aspectos emocionais. Além disso, também foi identificado um maior número de consumidores aceitáveis associados a consumo de álcool no gênero masculino, o tempo de transplante, o tabagismo, a alimentação e o estado conjugal. Conclusão: Observou-se o consumo significante e excessivo de álcool por transplantados do fígado entre portadores prévios de cirrose alcoólica ou não. A análise dos fatores preditores deve ser feita com todos os pacientes e não apenas com os portadores de etilismo prévio, pois encontramos recidivantes e etilistas de-novo em proporções semelhantes, assim como a prevalência semelhante de consumo excessivo nos dois grupos.
Abstract: Liver transplantation is considered an effective treatment for end-stage liver diseases related or not related to alcohol intake. Recidivism is one of the most frequent drug abuses and the excessive alcohol intake has a negative impact in the life quality of the transplanted patient. Goals: Analyze the alcohol intake in the life quality context of the liver transplanted patients, verify the alcohol intake in these patients sample at Hospital de Base de São José do Rio Preto – SP, analyze the transplanted profiles according to their alcohol intake, evaluate the quality of life after the liver transplantation and the alcohol intake predictors. Method: Cross-sectional, observational and descriptive study from January of 1998 to march of 2014 including 124 adult patients who underwent to liver transplantation. All the transplanted patients and the ones followed for more than six months were included and those who were inaccessible to answer to the questionnaire (49) or who were under treatment for Hepatitis C (6) were excluded. Three instruments were used for the data collection: 1- questionnaire about the perception of the patient regard to the post-transplant overall health, 2- SF-36 quality of life questionnaire and 3- AUDIT-C questionnaire for substance intake. Were studied 124 patients divided in groups according to AUDIT-C classification, in which 29 were alcoholic and 95 were abstainers. From the 29 alcoholic patients, 22 were excessive alcohol consumers and 7 were acceptable. Among the 29 alcoholic patients, 14 had recidivism (had ALD as a cause of cirrhosis) and 15 had no recidivism (de-novo). From the 14 patients with recidivism, 11 had excessive alcohol intake and 3 had acceptable alcohol intake. Among the 15 patients with no recidivism, 11 had excessive alcohol intake and 4 had acceptable alcohol intake. Based on an analysis of factors that could be predictors of the post transplantation alcohol consumption were analyzed: prior and post-transplant marital status, level of education, household income, prior and post-transplant job, prior and post-transplant family relationship, prior and posttransplant social relationship, post-transplant daily change, prior and post-transplant humor, prior and post-transplant quality of sleep, prior and post-transplant eating, prior and post-transplant tobacco use, prior and post-transplant alcohol intake, prior and post-transplant drugs use, prior and post-transplant complications of the disease, treatment for other diseases and transplant changing. The same questions were asked to the family members for collateral information. Results: The overall health, physical aspects and emotiona aspects were identified regarding to the quality of life. In addition, more acceptable male consumers related to alcohol intake, the time of transplantation, smoking, nourishment and marital status were also identified. Conclusion: It was observed significant and excessive alcohol consumption in liver transplanted patients with or without previous alcoholic cirrhosis. The analysis of predictor factors should be done with all the patients and not only with the patients with previous alcoholism, because we found patients with recidivism and alcoholic (de-novo) patients in similar proportions, as well as the similar prevalence of excessive alcohol intake in both groups.
Palavras-chave: Alcoolismo
Alcoholism
Transplante de Fígado
Liver Transplantation
Recidiva
Recurrence
Qualidade de Vida
Quality of Life
Área(s) do CNPq: PSICOLOGIA::PSICOLOGIA SOCIAL
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto
Sigla da instituição: FAMERP
Departamento: Faculdade 2::Departamento 3
Programa: Programa de Pós-Graduação em Psicologia
Citação: Melo, Patrícia Silva. Análise do consumo de álcool em pacientes submetidos a transplante de fígado. 2015. 89 p. Dissertação (Programa de Pós-Graduação em Psicologia) - Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto, São José do Rio Preto.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Identificador do documento: 1216
URI: http://hdl.handle.net/tede/369
Data de defesa: 28-Ago-2015
Aparece nas coleções:Programa de Pós-Graduação em Psicologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
patriciasilvamelo_dissert.pdf patriciasilvamelo_dissert2,83 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.