Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/tede/36
Tipo do documento: Dissertação
Título: Aleitamento materno em prematuros: conhecimentos e caracterização sócio-demográfica de um grupo de mães
Autor: Arroyo, Marta Alves Silva 
Primeiro orientador: Maniglia, José Victor
Primeiro membro da banca: Santos, Antonio Augusto Cais dos
Segundo membro da banca: Santos, Vera Lúcia Fugita dos
Resumo: Os benefícios do aleitamento materno, tanto para mãe quanto para a criança, bem como o prejuízo causado pela sua ausência ou o desmame precoce são amplamente divulgados pela literatura. No Brasil as taxas de aleitamento materno são baixas para a população em geral e principalmente em situação de prematuridade devido às características próprias das mães e dos prematuros. Este trabalho teve por objetivo caracterizar mães de recém-nascidos a termo e prematuros identificando seu conhecimento sobre o aleitamento materno. Casuística e método: O estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa; foram pesquisadas 104 mães que realizaram parto no Hospital de Base de São José do Rio Preto, no período de março a abril de 2002 e que atenderam aos critérios de inclusão e caracterizadas sob as variáveis sócio-demográficas, dados de gestação e parto, aspectos gerais, conhecimentos gerais e específicos do aleitamento materno em condições normais e de prematuridade. Resultados: Amostra composta de 80 mães de recém-nascidos a termo compondo o grupo I e 24 mães de recém-nascidos prematuros o grupo II, jovem, de pouca escolaridade, baixa renda e sem ocupação profissional. Houve prevalência de cesariana no grupo I e parto normal no grupo II, mas com alto índice de cesariana nos dois grupos. Tanto as mães do grupo I quanto do grupo II não planejaram a gravidez, porém realizaram o pré-natal precocemente. Com relação aos aspectos gerais do aleitamento materno, apesar da maioria das mães não ter recebido informação, demonstram desejo de amamentar e referem condição de fazê-lo. As mães de ambos os grupos apresentam conhecimento superficial sobre os benefícios do aleitamento para a saúde materno-infantil, pois quando questionadas em profundidade, contradizem o conhecimento apontado, bem como desconhecem o manejo do aleitamento em situação de prematuridade. Conclusão: Os dois grupos apresentam caracterização semelhante indicando a necessidade de intervenção e suporte no período pós-parto imediato e continuação na alta hospitalar.
Abstract: The benefits of breast feeding both for the mother and for the child, as well as the harm caused by the lack of it or the early weaning are largely divulged by the literature. In Brazil the rates of breast feeding are low for the population in general and mainly in the case of prematurity due to the very characteristics of mothers and of prematures. This work aimed at characterizing mothers of newborns and prematures identifying their knowledge about breast feeding. Casuistic and method: The study has been approved by the Ethics Committee. Research a 104 mothers who had their deliveries at Hospital de Base in Sao Jose do Rio Preto, and who fulfilled the inclusion criteria and who were characterized under the sociodemografic variables, gestation and delivery data, general aspects, general and specific knowledge about breast feeding under normal and prematurity conditions were researched from March to April, 2002. Results: Sample of 80 mothers of newborns infants being group I and 24 mothers premature infants being group II, who were young, poorly educated, with low income without professional occupation. Caesareans were prevalent in group I and normal delivery in group II, but with high rate of caesarians in both groups. Neither mothers from group I nor from group II planned their pregnancy, but carried out the prenatal in time. Concerning the general aspects of breast feeding, despite the fact that most mothers did not receive information, they are willing to breast feed and can manage to do it. Mothers from both groups show superficial knowledge about the benefits of breast feeding for the mother-child health, for when questioned in depth they contradict the pointed knowledge, also they lack of knowledge on how to handle breast feeding in prematurity situation. Conclusion: Both groups presented similar characterization showing the need of intervention and of support just after delivery and follow-up of hospital discharge.
Palavras-chave: Aleitamento Materno
Lactação
Prematuro
Conhecimento
Condições Sociais
Breast Feeding
Lactation
Infant, Premature
Knowledge
Social Conditions.
Lactancia
Conocimiento
Condiciones Sociales
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA::CLINICA MEDICA::PEDIATRIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto
Sigla da instituição: FAMERP
Departamento: Medicina Interna; Medicina e Ciências Correlatas
Programa: Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde
Citação: ARROYO, Marta Alves Silva. Aleitamento materno em prematuros: conhecimentos e caracterização sócio-demográfica de um grupo de mães. 2007. 108 f. Dissertação (Mestrado em Medicina Interna; Medicina e Ciências Correlatas) - Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto, São José do Rio Preto, 2007.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/36
Data de defesa: 14-Ago-2007
Aparece nas coleções:Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
martaalvessilva_dissert.pdf537,07 kBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.