Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/tede/358
Tipo do documento: Tese
Título: Qualidade de vida de sobreviventes de sepse grave após alta hospitalar: avaliação pelo EQ-5D
Autor: Contrin, Ligia Marcia 
Primeiro orientador: Lobo, Suzana Margareth Ajeje
Primeiro membro da banca: Kusumota, Luciana
Segundo membro da banca: Valiatti, Jorge Luis dos Santos
Terceiro membro da banca: Cesarino, Claudia Bernardi
Quarto membro da banca: Beccaria, Lúcia Marinilza
Resumo: Introdução: Sepse adquiriu uma grande importância epidemiológica em função do aumento da incidência na última década. Resultados a longo prazo ainda são especificamente desconhecidos. A sepse continua a aumentar aproximadamente 1,5% a cada ano, com taxas de mortalidade decorrentes de sepse cada vez mais elevadas em todo o mundo. O objetivo deste estudo caso-controle aninhado foi avaliar a qualidade de vida de pacientes sobreviventes de sepse grave, usando os instrumentos de avaliação EuroQol-5 Dimensions (EQ-5D) e “Visual Analogue Scale” (EQ-VAS). Metodos: Este estudo caso-controle aninhado foi realizado em pacientes que receberam alta de um hospital de ensino, após admissão na UTI com sepse grave. A partir dos registros de sepse contendo 349 pacientes, aqueles que sobreviveram e receberam alta hospitalar foram identificados. Cada paciente com sepse foi considerado como um caso e o paciente admitido imediatamente após a seleção foi relacionado como um caso controle, desde que não tivessem sepse e sobrevivessem à admissão na UTI. Cinquenta pacientes de cada grupo foram registrados para participarem do estudo. Resultados: Um total de 100 pacientes foi incluído no estudo. Os pacientes no grupo sepse tiveram uma mortalidade mais elevada em 1 ano (36,5%) comparados com pacientes críticos, porém, sem sepse no grupo controle (19,7%) (RR 1,85; 1,07-3,19; p<0,05). A média de idade dos sobreviventes, na hospitalização, foi de 51,3 anos no grupo sepse e 52,2 no grupo controle. O índice EQ-5D do grupo sepse é 0,678 ± 0,427 e do grupo controle é 0,747 ± 0,327; (p=0,66). Pacientes mais velhos (>60 anos de idade) no grupo sepse tiveram uma prevalência significativamente maior de problemas de moderados a graves (níveis 2 e 3) em todas as dimensões. Não houve diferenças no EQ-VAS (79,7 ± 21,1 no grupo sepse; 72,7 ± 26,2, grupo controle; (p=0,19)) entre os respondentes de ambos os grupos. Um valor mediano de 60 foi obtido para pacientes sépticos com idade acima de 60 anos, em comparação ao valor mediano de 88 obtido para pacientes no grupo controle (p=0,09). Conclusão: Após receberem alta da UTI, os pacientes que sobreviveram à sepse tiveram uma taxa de mortalidade mais elevada do que os pacientes críticos sem a doença. Pacientes idosos com sepse tiveram problemas variando de moderado a grave em todas as cinco dimensões avaliadas para qualidade de vida.
Abstract: Background: Sepsis has acquired a great epidemiological importance due to its incidence in the last decade. Particularly long term outcomes are yet unknown. Sepsis continues to increase by 1.5% every year. The mortality rates from sepsis are increasingly high worldwide. The aim of this nested case-control study was to evaluate the quality of life in survivors from severe sepsis with EuroQol-5 Dimensions (EQ-5D) and “Visual Analogue Scale” (EQ-VAS). Methods. This nested case-control study was carried out in patients discharged from a tertiary teaching Hospital after been admitted in the ICU with severe sepsis. From the sepsis registry containing 349 patients, patients who survived and were discharged from the hospital were identified. Each patient with sepsis was considered as a case and the patient who was admitted immediately after was selected as a control as long as they did not have sepsis and survived ICU admission. Fifty patients from each group were eligible to take part in the study. Results: A total of 100 patients were included in the study. The patients in the sepsis group had higher mortality at 1 year (36.5%) compared to the critically ill patients without sepsis in the control group (19.7%) (RR 1.85; 1.07-3.19; p<0.05). Survivor’s mean age at hospitalization was 51.3 years in sepsis group and 52.2 years in the control group. The EQ-5D Index of the control group is 0.678 ± 0.427 in the sepsis group; 0.747 ± 0.327; (p=0.66). Older patients (>60 years old) in the sepsis group had a significantly higher prevalence of moderate to severe problems (levels 2 and 3) in all dimensions. There were no differences in EQ-VAS (79.7 ± 21.1, sepsis group and 72.7 ± 26.2, control group; p=0.19) between respondents from the both groups. A median value of 60 was obtained for septic patients older than 60 years in comparison to 88 obtained for the patients in the control group (p=0.09). Conclusion: After discharge from ICU survivors of sepsis had higher mortality rate than critically ill patients without sepsis. Older patients with sepsis had more moderate and severe problems in all dimensions evaluated for quality of life.
Palavras-chave: Sepse
Sepsis
Qualidade de Vida
Quality of Life
Sobreviventes
Survivors
Taxa de Mortalidade
Mortality
Alta do Paciente
Patient Discharge
Área(s) do CNPq: CIENCIAS DA SAUDE
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto
Sigla da instituição: FAMERP
Departamento: Faculdade 1::Departamento 1
Programa: Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde
Citação: Contrin, Ligia Marcia. Qualidade de vida de sobreviventes de sepse grave após alta hospitalar: avaliação pelo EQ-5D. 2011. 56 p. Tese (Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde) - Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto, São José do Rio Preto.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Identificador do documento: 1056
URI: http://hdl.handle.net/tede/358
Data de defesa: 26-Set-2011
Aparece nas coleções:Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ligiamarciacontrin_tese.pdfligiamarciacontrin_tese1,21 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.