Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/tede/345
Tipo do documento: Dissertação
Título: Avaliação de interações medicamentosas potenciais em prescrições para idosos com Síndrome Coronariana Aguda da cardiologia clínica de um hospital de ensino
Autor: Lima, Tiago Aparecido Maschio de 
Primeiro orientador: Godoy, Moacir Fernandes de
Primeiro membro da banca: Castro, Rogério Cardoso de
Segundo membro da banca: Machado, Maurício de Nassau
Resumo: Introdução: Verifica a utilização de elevado arsenal de medicamentos em pacientes hospitalizados acometidos por Síndrome Coronariana Aguda, que apesar da necessidade, acarreta problemas relacionados aos medicamentos, dentre eles, as interações medicamentosas representam sérios problemas, resultando em eventos adversos graves ou ineficácia da terapia medicamentosa. Objetivos: Investigar as prescrições para idosos com idade igual ou superior a 60 anos e com diagnóstico de Síndrome Coronariana Aguda, hospitalizados na unidade da Cardiologia Clínica de um hospital de ensino e identificar as interações medicamentosas potenciais teóricas presentes nas prescrições. Métodos: Estudo descritivo exploratório com análise de 607 prescrições médicas durante todo o período de hospitalização de 119 pacientes idosos no período de abril a julho de 2014. Foram coletados os dados demográficos dos pacientes, as informações relacionadas aos medicamentos prescritos, e os indicadores de prescrição. Foram utilizadas as bases de dados informatizadas Micromedex, Drugs e Medscape para identificação das interações medicamentosas que foram classificadas de acordo com seu nível de intensidade, mecanismo e documentação. Resultados: A média de idade foi 71 ± 8 e 55% eram do gênero masculino. Identificou-se o quantitativo de 7266 medicamentos prescritos e média de 12 ± 3 medicamentos por prescrição, mínima de três e máxima de 23 medicamentos prescritos. As classes terapêuticas mais prescritas foram antiplaquetários, anticoagulantes, antilipêmicos e analgésicos. Ácido Acetilsalicílico, atorvastatina, dipirona, e clopidogrel foram os fármacos mais prescritos. A via oral e a forma farmacêutica comprimido foram as mais utilizadas. 74% foram prescritos de acordo com a nomenclatura genérica, a maior parte obedeceu à lista de padronização do hospital, e houve baixa frequência de antimicrobianos e medicamentos controlados. Foram detectadas 10162 interações, distribuídas entre 554 tipos de combinações diferentes dentre os medicamentos prescritos, e 99% das prescrições apresentaram pelo menos uma e máximo de 53 interações, destacando-se a prevalência das moderadas e maiores, 64% e 25%, respectivamente. Houve correlação entre o número de interações e o número de medicamentos prescritos e o tempo de hospitalização. Conclusões: A elevada taxa de interações encontradas nas prescrições de pacientes com Síndrome Coronariana Aguda demonstra a importância da atuação de farmacêuticos clínicos para a identificação e manejo das interações, e monitoramento dos pacientes, através de análise crítica baseada em evidências, contribuindo para as intervenções médicas necessárias, e alcançar melhores resultados terapêuticos. O levantamento de informações sobre o perfil da prescrição realizado por farmacêuticos clínicos em parceria com a equipe multidisciplinar em saúde contribui para a análise de dados clínicos e científicos, a otimização da farmacoterapia, a redução de resultados terapêuticos desfavoráveis, e farmacoeconomia no sistema de saúde.
Abstract: Introduction: Despite the need, it is verified the use of high number of drugs in patients affected by Acute Coronary Syndrome, causing problems related to drugs, among them, the drug interactions representing serious problems, resulting in severe adverse events or inefficacy of drug therapy. Objectives: The aim of this study was to investigate the prescriptions for elderly diagnosed with acute coronary syndrome hospitalized in the clinical cardiology unit of a teaching hospital and to determine the rate of theoretical potential drug interactions present in prescriptions. Methods: Descriptive exploratory study with analysis of 607 medical prescriptions throughout the period of hospitalization of 119 elderly patients 60 years or older in the period from April to July 2014. We collected demographic data from the patients, the information related to prescription drugs and the prescription indicators. The computerized databases Micromedex, Drugs and Medscape were used to identify the drug interactions that were classified according to their intensity level, mechanism and documentation. Results: The average age was 71 ± 8 and 55% were male. It was identified the quantitative of 7266 prescription drugs and the average of 12 ± 3 drugs per prescription, minimum of three and maximum of 23 prescription drugs. The most prescribed therapeutic classes were antiplatelets, anticoagulants, analgesics and antilipemics. Acetylsalicylic acid, Atorvastatin, dipyrone, and clopidogrel were the most prescribed drugs. The oral administration and the tablets were the most used. Only 74% were prescribed in accordance with the generic nomenclature, most obeyed the hospital standardization list, and there was a low frequency of antimicrobial and controlled drugs. 10162 interactions were detected and distributed among 554 types of different combinations of prescribed drugs and 99% of prescriptions presented at least one and maximum of 53 interactions, being highlighted the prevalence of moderate and major, 64% and 25%, respectively. There was a correlation between the number of interactions and the number of prescription drugs and hospitalization time. Conclusions: The high rate of interactions present in the prescriptions of patients with Acute Coronary Syndrome emphasizes the importance of clinical pharmacists activities for the identification and management of interactions, and monitoring of patients through critical analysis based on evidence, contributing to the necessary medical interventions and achieves better therapeutic results. The information gathering on the profile of prescription performed by clinical pharmacists in partnership with the multidisciplinary health team contributes to the analysis of clinical and scientific data, optimization of pharmacotherapy, the reduction of pharmacotherapeutic results unfavorable and pharmacoeconomics in the health system.
Palavras-chave: Prescrições de Medicamentos
Drug Prescriptions
Idoso
Aged
Interações de Medicamentos
Drug Interactions
Síndrome Coronariana Aguda
Acute Coronary Syndrome
Hospitais de Ensino
Hospitals, Teaching
Área(s) do CNPq: ENFERMAGEM::ENFERMAGEM DE SAUDE PUBLICA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto
Sigla da instituição: FAMERP
Departamento: Faculdade 1::Departamento 2
Programa: Programa de Pós-Graduação em Enfermagem
Citação: Lima, Tiago Aparecido Maschio de. Avaliação de interações medicamentosas potenciais em prescrições para idosos com Síndrome Coronariana Aguda da cardiologia clínica de um hospital de ensino. 2016. 69 p. Dissertação (Programa de Pós-Graduação em Enfermagem) - Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto, São José do Rio Preto.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Identificador do documento: 1245
URI: http://hdl.handle.net/tede/345
Data de defesa: 31-Mai-2016
Aparece nas coleções:Programa de Pós-Graduação em Enfermagem

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tiagoamaschiodelima_dissert.pdftiagoamaschiodelima_dissert1,52 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.