Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/tede/313
Tipo do documento: Dissertação
Título: Epidemiologia da hipertensão e diabetes em São José do Rio Preto, 2002 a 2012.
Autor: Reis, Andréia Francesli Negri 
Primeiro orientador: Cesarino, Claudia Bernardi
Primeiro membro da banca: Ancheschi, Leila Maria Marchi Alves
Segundo membro da banca: Simão, Cléa Dometilde Soares Rodrigues
Resumo: Introdução: As condições crônicas passaram a ocupar lugar de destaque entre os problemas de saúde pública em todo o mundo com elevadas taxas de morbimortalidade relacionadas principalmente à Hipertensão arterial sistêmica (HAS) e ao Diabetes mellitus (DM). Objetivos: Identificar variáveis sociodemográficas, fatores de risco e complicações dos usuários cadastrados no Sistema de Cadastramento e Acompanhamento de Hipertensos e Diabéticos (HIPERDIA) de São José do Rio Preto; identificar as principais causas de internações e mortalidade por HAS e DM e analisar a tendência de morbimortalidade comparando os triênios de 2002-2004 e 2010-2012. Métodos: Estudo descritivo transversal que utilizou dados secundários de: usuários registrados no HIPERDIA; óbitos do Sistema de Informação sobre Mortalidade e as internações do Sistema de Informação Hospitalar do Datasus. A análise estatística foi realizada de forma univariada (testes: qui quadrado, teste t amostras indenpendentes, análise de variância e teste de Tukey) e multivariada (Análise de Correspondência Múltipla). Resultados: Foram estudados 45.723 cadastrados no HIPERDIA de 2002 a 2012. Destes, 31.547(69%) eram hipertensos, 2867(6,27%) diabéticos e 11.309 (24,73%) hipertensos e diabéticos. A maioria era feminina, idade média 59 ± 13,8 anos, ensino fundamental incompleto, branca, conviviam com companheiro(a) e filhos, 59,57% apresentavam um fator de risco e 16,58% complicações. Observou-se associação estatisticamente significante das condições clinicas com: fatores de risco; tabagismo e Sedentarismo (p<0,0001) com Diabetes e Hipertensão, com diabetes; Sobrepeso (p<0,0001) nas três condições clínicas e antecedentes Familiares (p<0,0001) com hipertensão e diabetes; com as complicações: Outras coronariopatias, Infarto Agudo do Miocárdio e Doença Renal (p < 0,01) com as três condições clínicas; e Acidente Vascular Cerebral (p<0,0001) na diabetes e diabetes com hipertensão. De 2002 a 2012 ocorreram 325.439 internações, 14,7% por doenças do aparelho circulatório (DAC) e 0,7% devidas a DM. Os óbitos foram: 29.027, 31,5% DAC, 8,06% doenças cerebrovasculares (DCV) e 2,75% DM. Houve associação significativa entre as causas da internação e dos óbitos em relação ao sexo e idade dos pacientes nos triênios (p<0,001). A maior letalidade das internações foi por DCV(10%). A tendência mostrou que houve queda da mortalidade e pacientes mais novos foram internados devido à DM, idades avançadas à DCV, com maior frequência no sexo feminino. Conclusões: Os dados deste estudo darão subsídios para elaborar estratégias de intervenções na melhoria do atendimento aos hipertensos e diabéticos prevenindo assim, as complicações e reforça o caminho iniciado de construção de redes regionais de atenção, estruturadas horizontalmente, integradas, resolutivas e coordenadas pela atenção primária, utilizando ferramentas de gestão da clínica e organização das linhas de cuidado.
Abstract: Introduction: Chronic conditions have gained a special place among the public health problems around the world, with high morbidity and mortality rates, mainly related to systemic arterial hypertension (SAH) and diabetes mellitus (DM). Objectives: To identify sociodemographic variables, risk factors and complications of the users registered in the Registration and Monitoring System of Hypertensive and Diabetic Patients (HIPERDIA) in São José do Rio Preto; to identify the main causes of hospitalizations and mortality due to SAH and DM and to analyze the morbidity and mortality tend, comparing the triennia 2002-2004 and 2010-2012. Methods: Cross-sectional and descriptive study that used secondary data from: users registered in HIPERDIA; deaths from the Mortality Information System and hospitalizations from the Datasus Hospital Information System. Univariate (tests: chi-square, t-test for independent samples, variance analysis and Tukey’s test) and multivariate (Multiple Correspondence Analysis) statistical analyses were applied. Results: 45,723 patients registered in HIPERDIA between 2002 and 2012 were studied. In this group, 31,547(69%) were hypertensive, 2,867(6.27%) diabetic and 11,309 (24.73%) hypertensive and diabetic. The majority was female, mean age 59 ± 13.8 years, unfinished primary education, white, lived with a partner and children, 59.57% presented risk factors and 16.58% complications. A statistically significant association was observed between the clinical conditions and: risk factors; smoking and sedentariness (p<0.0001) with diabetes and hypertension, with diabetes; Overweight (p<0.0001) in the three clinical conditions and family antecedents (p<0.0001) with hypertension and diabetes; with the complications: other heart diseases, stroke and kidney diseases (p < 0.01) with the three clinical conditions; and cerebrovascular accident (p<0.0001) with diabetes and diabetes and hypertension. Between 2002 and 2012, 325,439 hospitalizations took place, 14.7% due to diseases of the circulatory system (DCS) and 0.7% due to DM. The deaths corresponded to: 29,027, 31.5% DCS, 8.06% cerebrovascular diseases (CVD) and 2.75% DM. A significant association was found between the causes of hospitalization and deaths in terms of the patients’ sex and age in both triennia (p<0.001). The highest lethality in the hospitalizations was due to CVD (10%). The trend showed a drop in mortality rates and younger patients being hospitalized due to DM, advanced ages due to CVD, with higher frequencies among women. Conclusions: These study data will support the elaboration of intervention strategies to improve care for hypertensive and diabetic patients, thus preventing the complications and strengthening the course started towards the construction of Regional Care Networks, which are horizontally structured, integrated, problem-solving and coordinated at the primary care level, using clinical management tools and care line organization.
Palavras-chave: Epidemiologia
Epidemiology
Hipertensão
Hypertension
Diabetes Mellitus
Diabetes Mellitus
Fatores de risco
Risk Factors
Mortalidade
Mortality
Hospitalização
Hospitalization
Área(s) do CNPq: ENFERMAGEM::ENFERMAGEM DE SAUDE PUBLICA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto
Sigla da instituição: FAMERP
Departamento: Faculdade 1::Departamento 1
Programa: Programa de Pós-Graduação em Enfermagem
Citação: Reis, Andréia Francesli Negri. Epidemiologia da hipertensão e diabetes em São José do Rio Preto, 2002 a 2012. 2014. 62 p. Dissertação (Programa de Pós-Graduação em Enfermagem) - Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto, São José do Rio Preto.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Identificador do documento: 1220
URI: http://hdl.handle.net/tede/313
Data de defesa: 17-Out-2014
Aparece nas coleções:Programa de Pós-Graduação em Enfermagem

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
andreiafnegrireis_dissert.pdfandreiafnegrireis_dissert.pdf1,15 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.