Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/tede/301
Tipo do documento: Dissertação
Título: Associação entre os sistemas histo-sanguíneos ABO, Secretor e Lewis e as formas clínicas da Doença de Chagas
Autor: Bernardo, Cássia Rubia 
Primeiro orientador: Mattos, Luiz Carlos de
Primeiro membro da banca: Oliveira, Maria Tercilia Vilela de Azeredo
Segundo membro da banca: Castiglioni, Lilian
Resumo: Introdução: A doença de Chagas é causada pelo protozoário Trypanosoma cruzi, o qual é transmitido ao homem, comumente, pelas fezes de um hemíptero conhecido popularmente como barbeiro. A infecção natural ocorre principalmente na infância e após um período aproximado de duas décadas, parte dos indivíduos infectados desenvolvem manifestações clínicas como a Cardiopatia Chagásica Crônica e a doença do trato gastrointestinal (Megaesôfago e/ou Megacólon). A expressão dos antígenos dos sistemas histo-sanguíneos ABO, Secretor e Lewis, controlada pelos genes ABO (9q34.1), FUT2 (19q13.3) e FUT3 (19p13.3), difere entre os órgãos acometidos por esta doença e pode influenciar suas manifestações clínicas. Objetivo: Avaliar se os antígenos dos sistemas histo-sanguíneos ABO, Secretor e Lewis estão associados às diferentes formas clínicas da Doença de Chagas. Materiais e Métodos: Após a entrevista e obtenção do termo de consentimento livre e esclarecido, amostras de sangue periférico e soro de 827 indivíduos foram analisadas. Os pacientes com a forma crônica da Doença de Chagas foram divididos em três subgrupos de acordo com a forma clínica, (megacólon=66, megaesôfago=119 e cardiomiopatia=154). O grupo controle constitui-se de 488 doadores de sangue devidamente aptos à doação. As fenotipagens ABO e Lewis foram realizadas por métodos de hemaglutinação em tubos e colunas de gel, respectivamente. A pesquisa de anticorpos da classe IgG anti-T. cruzi foi realizada pelo teste de ELISA. Os genótipos FUT2 e FUT3 foram identificados por PCR-RFLP. Resultados: A média de idade dos pacientes chagásicos foi de 64,8±11,2 e dos doadores de sangue 34,3±11,0 (p<0.0001). As diferenças entre as porcentagens do sexo dos pacientes e doadores foram estatisticamente significantes (p< 0.0001). As frequências dos fenótipos ABO, Secretor e Lewis distribuídos nas três formas da doença comparados entre si e com os doadores, não revelaram diferenças estatisticamente significantes. A comparação entre os fenótipos ABO e Secretor combinados, de acordo com as três formas da Doença de Chagas, mostrou diferenças estatisticamente significantes para a forma megaesôfago (p=0,015). A comparação entre as frequências dos perfis antigênicos de pacientes e doadores, revelaram diferença estatisticamente significante para o perfil de antígenos BLeb (p=0,032). Conclusões: Os resultados sugerem que a expressão do antígeno carboidrato B, o qual caracteriza os grupos sanguíneos B e AB, cuja síntese está sob o controle dos genes funcionais FUT2 (Secretor), atua como um fator de risco para a forma megaesôfago da Doença de Chagas.
Abstract: Introduction: Chagas disease is caused by the protozoan Trypanosoma cruzi, which is transmitted to humans commonly in the feces of a hemipterous popularly known as barber. The natural infection occurs mainly in childhood. After a period of approximately two decades infected individuals develop clinical manifestations such as Chagas heart disease and Chagas gastrointestinal disease (Megaesophagus and/or Megacolon). The expression of the antigens belonging to histo-blood systems ABO, Secretor and Lewis, controlled by the genes ABO (9q34.1), FUT2 (19q13.3) and FUT3 (19p13.3) differs between the organs affected by Chagas disease. It is possible that the differential tissue expression of ABO, Secretor and Lewis histo-blood groups influences the clinical manifestations of Chagas disease. Aim: The aim if this study was to verify if the antigens of the histo-blood systems ABO, Secretor and Lewis are associated with different clinical forms of Chagas disease. Materials and methods: After obtaining the informed consent peripheral blood and serum samples from 827 individuals were collected. Patients were divided into three subgroups according to their clinical state (megacólon [n=66], megaesophagus [n=119] and cardiomyopathy [n=154]). The control group consisted of 488 blood donors properly fit for the donation. The Lewis and ABO phenotyping were performed by hemagglutination test tube and gel columns agglutination, respectively. The IgG anti-T. cruzi antibodies were identified by ELISA. FUT2 and FUT3 genotyping were carried out by PCR-RFLP. Results: The mean age of patients with Chagas disease was 64.8±11.2 and blood donors 34.3±11.0 (p<0.0001). The differences between the percentages of the sex of the patients and donors were statistically significant (p <0.0001). The frequencies of ABO, Secretor and Lewis distributed in the three forms of the disease compared with each other and with donors, did not give differences statistically significant. The comparison between the ABO and Secretor combined, according to the three forms of Chagas disease, showed statistically significant differences for megaesophagus form (p=0.015). The frequencies of ABO, Secretor and Lewis antigen profiles between patients and donors showed differences statistically significant in favor of BLeb antigen (p=0.032). Conclusion: The results suggest that the high expression of antigen B, which characterizes the B and AB blood groups under the control of functional FUT2 (Secretor) gene acts as a risk factor for megaesophagus form of the Chagas disease.
Palavras-chave: Sistema do Grupo Sanguíneo ABO
ABO Blood-Group System
Sistema do Grupo Sanguíneo de Lewis
Lewis Blood-Group System
Componente Secretório
Secretory Component
Doença de Chagas
Chagas Disease
Trypanosoma cruzi
Trypanosoma cruzi
Área(s) do CNPq: CIENCIAS DA SAUDE
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto
Sigla da instituição: FAMERP
Departamento: Faculdade 1::Departamento 1
Programa: Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde
Citação: Bernardo, Cássia Rubia. Associação entre os sistemas histo-sanguíneos ABO, Secretor e Lewis e as formas clínicas da Doença de Chagas. 2014. 76 p. Dissertação (Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde) - Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto, São José do Rio Preto.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Identificador do documento: 1177
URI: http://hdl.handle.net/tede/301
Data de defesa: 27-Fev-2014
Aparece nas coleções:Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
cassiarubiabernardo_dissert.pdfcassiarubiabernardo_dissert1,92 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.