Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/tede/29
Tipo do documento: Dissertação
Título: Avaliação da qualidade de vida e das atividades cotidianas comprometidas do paciente renal crônico em tratamento hemodialítico
Autor: Martins, Marielza Regina Ismael 
Primeiro orientador: Cesarino, Cláudia Bernardi
Primeiro membro da banca: Brêtas, Ana Cristina Passarella
Segundo membro da banca: Miyazaki, Maria Cristina de Oliveira Santos
Resumo: Os avanços tecnológicos na área de diálise contribuíram para o aumento da sobrevida dos renais crônicos, entretanto, a permanência por tempo indeterminado em tratamento dialítico pode interferir na qualidade de vida destes pacientes. Este estudo teve como objetivo avaliar a qualidade de vida de pacientes renais crônicos em tratamento de hemodiálise e identificar as atividades cotidianas, que podem comprometer na qualidade de vida. Trata-se de estudo descritivo e exploratório, onde foram pesquisados 125 pacientes renais crônicos em tratamento de hemodiálise (74 homens e 51 mulheres), com média de idade 53,114,6 anos, tempo médio de hemodiálise de 28,523 meses. Utilizou como instrumentos de coleta de dados o questionário genérico de qualidade de vida SF-36 e a entrevista semi-estruturada. Os dados foram submetidos a análise estatística descritiva, o teste qui-quadrado, o coeficiente de correlação de Pearson e o teste de comparação de proporções, efetuados ao nível de 5% de significância. Os resultados constataram prejuízo na qualidade de vida dos pacientes, demostrando menores escores nos domínios dos aspectos fisicos (32 3+11 3), aspectos emocionais (46,11 6,3) e vitalidade (48,77,3). As variáveis de qualidade de vida em relação ao sexo não apresentou diferença significante. Verificou-se correlação negativa entre tempo de hemodiálise e componente físico (r = -0,75, p< 0,001), indicando que quanto maior o tempo de hemodiálise mais baixos são os valores encontrados deste componente e não houve correlação sígnificante entre tempo de hemodiálise e componente mental (r = -0,29). As atividades corporais e recreativas foram as mais comprometidas tanto na amostra global quanto na estratificada por sexo. Observou-se correlação negativa entre tempo de hemodiálise e as atividades cotidianas: trabalho (p=0,001 4), atividades domésticas (p= 0,0014) e atividades práticas (0,0459). Nota de Resumo Os dados evidenciaram o comprometimento em vários domíníos analisados da qualidade de vida dos renais crônicos em hemodiálise e identificaram que as atividades cotidianas corporais e recreativas foram as mais afetadas. Os resultados permitiram concluir: que não houve evidências de diferença estatisticamente significantes da qualidade de vida em relação ao sexo; houve diferença estatisticamente significante quanto as atividades cotidianas; o tempo de hemodiálise correlacionado com a qualidade de vida e atividades cotidianas apresentou correlação negativa no componente físico e nas atividades do trabalho, domestica e prática respectivamente Estes valores são importantes fatores preditivos para a melhora dos parâmetros de qualidade de vida destes pacientes.
Abstract: Technological improvements in dialysis have contributed for the increased survival of chronic renal patients, however, undergoing dialysis treatment for an indeterminate time might interfere in the quality of life of these patients. This study was aimed at evaluating the quality of life of chronic renal patients undergoing hemodialysis and identifying the activities that might have a negative impact on their quality of life. This is a descriptive and exploratory study, including 125 chronic renal patients undergoing hemodialysis (74 men and 51 women), mean age 53.1±14.6 years, mean time on hemodialysis 28.5±23 months. The generic SF-36 quality of life questionnaire and a semi-structured interview were used as data collection instruments. Data was subject to a descriptive statistical analysis, the chi-squared test, Pearson s correlation coefficient and the proportion comparison test, with a significance level of 5%. The results showed impaired quality of life of the patients, with lower scores for physical aspects dimensions (32.3±11.3), emotional aspects (46.1±16.3) and vitality (48.7±7.3). Quality of life variables regarding genders did not have a significant difference. There was a negative correlation between time on hemodialysis and physical component (r=-0.75, p<0.001), indicating that the longer the time on hemodialysis the lower are the scores found for this component and there was no significant correlation between time on hemodialysis and mental component (r=-0.29). Physical and recreational activities were the most affected in the global sample and in the sample stratified by gender. There was a negative correlation between time on hemodialysis and daily activities: work (p=0.0014), domestic activities (p=0.0014) and practical activities (0.0459). Data have shown impairment in several of the analyzed quality of life aspects in chronic renal patients undergoing hemodialysis and have pointed out that daily physical and recreational activities were the most affected ones. Our results have allowed the conclusion that there were no evidences of statistically significant differences in quality of life compared to gender; time on hemodialysis correlated with quality of life and daily activities had a negative correlation with physical component and work, domestic and practical activities. These results are important predictive factors to improve quality of life parameters in these patients.
Palavras-chave: Qualidade de Vida
Insuficiência Renal Crônica
Atividades Cotidianas
SF-36
Calidad de Vida
Quality of Life
Insuficiencia Renal Crónica
Chronic Kidney Failure
Actividades Cotidianas
Activities of Daily Living
Quality of Life
Chronic Renal Failure
Daily Acativities
SF-36 Questionnaire
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA::CLINICA MEDICA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto
Sigla da instituição: FAMERP
Departamento: Medicina Interna; Medicina e Ciências Correlatas
Programa: Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde
Citação: MARTINS, Marielza Regina Ismael. Avaliação da qualidade de vida e das atividades cotidianas comprometidas do paciente renal crônico em tratamento hemodialítico. 2004. 125 f. Dissertação (Mestrado em Medicina Interna; Medicina e Ciências Correlatas) - Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto, São José do Rio Preto, 2004.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/29
Data de defesa: 27-Abr-2004
Aparece nas coleções:Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
marielza_dissert_parte 1.pdf586,49 kBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.