???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://bdtd.famerp.br/handle/tede/259
Tipo do documento: Dissertação
Título: Comparação da microbiota oral de Candida sp. entre soropositivos para o HIV/doentes com AIDS e não portadores do vírus da imunodeficiência humana
Autor: Rodrigues, Gismar Monteiro Castro 
Primeiro orientador: Rossit, Andréa Regina Baptista
Primeiro membro da banca: Machado, Ricardo Luiz Dantas
Segundo membro da banca: Giannini, Maria José Soares Mendes
Resumo: Introdução: Candida albicans é colonizadora da cavidade bucal humana sendo que em pacientes soropositivos para o vírus da imunodeficiência humana (HIV)/doentes com a síndrome da imunodeficiência adquirida (AIDS), assume perfil oportunista causando, dentre outras manifestações, a candidíase orofaríngea. Nesses indivíduos, são também isoladas as espécies “não albicans”, cuja resposta aos antifúngicos pode variar. Objetivo: Avaliar Candida sp. isolada a partir da microbiota oral de pacientes soropositivos para o HIV-1/doentes de AIDS e do respectivo grupo controle e descrever seu perfil de sensibilidade aos antifúngicos. Metodologia: As amostras obtidas a partir da mucosa oral de 52 pacientes e respectivos controles foram submetidas às análises micro-morfológicas das cepas. Para a pesquisa molecular de C. dubliniensis foi utilizada a reação em cadeia de polimerase. O perfil de sensibilidade antifúngica foi avaliado por difusão em disco e por microdiluição, frente à anfotericina B, cetoconazol, itraconazol e fluconazol... Resultados: O índice de colonização/infecção por Candida sp. foi maior no grupo HIV/AIDS comparado ao grupo controle (p<0,05), sendo C. albicans a espécie mais isolada. A freqüência de espécies “não albicans” foi similar em ambos os grupos, sem detecção de C. dubliniensis. O índice de colonização (única e mista) foi superior entre os pacientes HIV/AIDS usuários de próteses em relação aos não usuários (P <0,05). As cepas de C. albicans isoladas do grupo paciente em relação às isoladas do grupo controle apresentaram maior concentração inibitória mínima (CIM) frente ao fluconazol (P<0,01), menor percentual de sensibilidade dependente da dose (SDD) frente ao cetoconazol (P<0,1) e maior SDD para o itraconazol (P<0,06). Já Candida “não albicans”, isolada a partir de pessoas saudáveis, mostrou porcentagens maiores de SDD frente às mesmas drogas. Nenhuma levedura mostrou resistência às drogas avaliadas sendo unânime também a sensibilidade à anfotericina B. Conclusões: O grupo HIV/AIDS é mais colonizado por Candida sp. que os soronegativos para esse vírus, sem mudanças na proporção Candida albicans x “não albicans”, sendo que as cepas obtidas a partir de ambos grupos apresentam perfil de sensibilidade equivalente aos antifúngicos testados. C. dubliniensis não coloniza/infecta a mucosa oral dos portadores do HIV/doentes com AIDS ou de controles saudáveis da região Noroeste paulista. Portadores do HIV/doentes com AIDS que fazem uso de prótese dentária têm maiores chances de colonização/infecção da mucosa oral por tais levedu ras, necessitando, portanto, de maior atenção à saúde bucal.
Abstract: Introduction: Candida albicans is as a human oral cavity colonizer. However, for the human immunodeficiency virus (HIV) serum-positive individuals and/or acquired immunodeficiency syndrome (AIDS) patients, it assumes opportunistic profile causing, amongst other clinical manifestations, oropharyngeal candidiasis. In the population, it is also isolated a group of species named Candida “non-albicans”, whose response in the presence of antifungical drugs can diverge. Objective: To study Candida sp. oral colonization in HIV-1 carriers/AIDS patients and their respective group, and describe its antifungal susceptibility profile. Methodology: Oral cavity samples, collected from 52 patients and respective controls were submitted micromorphological analysis of the strains. The antifungal susceptibility profile was evaluated by disc diffusion and by broth microdilution, for the following drugs: anfotericin-B, ketoconazole, itraconazole and fluconazole. Results: Candida sp. colonization/infection index was higher in the HIV/AIDS patients compared to their controls (p<0.05), and C. albicans was the most isolated species. Candida “non-albicans” frequency was similar for both studied groups, including C. dubliniensis absence. Single and mixed species colonization/infection rates were superior among HIV/AIDS dental prosthesis users in relation to those without such apparatus (P <0.05). the strains of the C. albicans isolated from the group patient regarding the isolated in the control group, showed higherthe fluconazole minimum inhibitory concentration (CIM) (P<0,01), smaller percentages of dose-dependent susceptibility (SDD) to ketoconazole (P<0,1) and greater ones for itraconazole (P<0,06). Higher percentages of SDDs to the same drugs were provided by Candida “non-albicans” isolated from healthy individuals. None of the isolated strains displayed resistant phenotype to fluconazole whereas they were all sensitive to anfotericin-B. Conclusions: The HIV/AIDS group, compared to the HIV serum-negative individuals, is more often colonized by Candida sp., without changes in the albicans x “non-albicans” ratio, and also with equivalent antifungal susceptibility profiles. C. dubliniensis does not colonize/infects the oral cavities of HIV infected subjects/AIDS patients, or their healthy controls, from São Paulo State Northwest region. HIV carriers/AIDS personnel who make use of dental prosthesis have higher Candida sp. oral cavity colonization/infection rates, needing, therefore, closest attention to their oral health.
Palavras-chave: Communicable Diseases
Acquired Immunodeficiency Syndrome
Doenças Transmissíveis
HIV
Síndrome de Imunodeficiência Adquirida
Área(s) do CNPq: CIENCIAS DA SAUDE::8765449414823306929::600
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto
Sigla da instituição: FAMERP
Departamento: Faculdade 1::Departamento 1::306626487509624506::500
Programa: Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde::1102159680310750095::500
Citação: Rodrigues, Gismar Monteiro Castro. Comparação da microbiota oral de Candida sp. entre soropositivos para o HIV/doentes com AIDS e não portadores do vírus da imunodeficiência humana. 2007. 123 p. Dissertação( Programa de Pós-graduação em Ciências da Saúde) - Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto, São José do Rio Preto.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Identificador do documento: 935
URI: http://bdtd.famerp.br/handle/tede/259
Data de defesa: 13-Sep-2007
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
gismarmonteirocastrorodrigues_dissert.pdfgismarmonteirocastrorodrigues_dissert1,44 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.