Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/tede/22
Tipo do documento: Dissertação
Título: Metabolismo do folato e síndrome de Down: análise de polimorfismos genéticos e homocisteína plasmática.
Autor: Biselli, Joice Matos 
Primeiro orientador: Pavarino-bertelli, érika Cristina
Primeiro membro da banca: Pinto Junior, Walter
Segundo membro da banca: Silva, Eloiza Helena Tajara da
Resumo: Introdução A Síndrome de Down (SD) é, na maioria dos casos, decorrente de não-disjunção cromossômica durante a meiose materna. Acredita-se que o metabolismo anormal do folato como resultado de polimorfismos genéticos pode levar à hipometilação do DNA e conseqüente não-disjunção cromossômica. Objetivos Estabelecer as freqüências de anomalias cromossômicas dos casos de SD atendidos no Serviço Ambulatorial de Genética do Hospital de Base (HB) de São José do Rio Preto para posterior seleção de pacientes com cariótipo compatível com trissomia livre do cromossomo 21; avaliar a influência dos polimorfismos Metilenotetrahidrofolato redutase (MTHFR) C677T e A1298C, Metionina sintase (MTR) A2756G e Carregador de folato reduzido 1 (RFC1) A80G e das concentrações de homocisteína (Hcy) plasmática no risco materno para a SD; investigar o impacto dos polimorfismos MTHFR C677T e A1298C, MTR A2756G e RFC1 A80G nas concentrações de Hcy em indivíduos com SD. Casuística e Método Para investigação molecular e dosagem de Hcy foram incluídos no estudo 56 indivíduos com SD com resultado cariotípico 47,X_,+21, 72 mães de indivíduos com trissomia livre do 21 (mães SD) e 194 mães de indivíduos sem a síndrome (mães controle). A quantificação de Hcy plasmática foi realizada pela técnica de cromatografia líquida/espectrometria de massas seqüencial. O DNA foi extraído a partir de leucócitos do sangue periférico para investigação dos polimorfismos MTHFR C677T, MTR A2756G e RFC1 A80G pela reação em cadeia da polimerase (PCR) e digestão enzimática, e do polimorfismo MTHFR A1298C pela técnica de PCR alelo-específica. Resultados As freqüências de alterações cromossômicas nos pacientes com SD foram de 92,2% (n = 357) para trissomia livre do 21, 6,2% (n = 24) para translocação e 1,5% (n = 6) para mosaicismo. Nota de Resumo A análise molecular nos grupos de mães SD e controle mostrou que a mediana do número de alelos polimórficos para os quatro loci testados foi maior no grupo de mães SD em relação ao grupo controle (P = 0,02), e a presença de três ou mais alelos polimórficos aumenta o risco de prole com SD em 1,74 vezes (P = 0,048). Risco materno aumentado para a SD foi observado também na presença de concentração de Hcy plasmática maior que 4,99 mol/L (P = 0,003). As freqüências alélicas para os polimorfismos no grupo de indivíduos com SD foram 0,37 para MTHFR 677T, 0,21 para MTHFR 1298C, 0,18 para MTR 2756G e 0,47 para RFC1 80G. A concentração média de Hcy neste grupo foi de 5,2 3,3 mol/L. Concentrações de Hcy foram significantemente elevadas na presença do genótipo heterozigoto MTR 2756AG em relação ao genótipo tipo selvagem MTR 2756AA (P = 0,025). Conclusões A presença de três ou mais alelos polimórficos para MTHFR C677T, MTHFR A1298C, MTR A2756G e RFC1 A80G, e concentração de Hcy plasmática acima de 4,99 mol/L são fatores de risco maternos para a SD. O genótipo heterozigoto MTR 2756AG está associado ao aumento das concentrações de Hcy de indivíduos com SD. Confirma-se, ainda, que a não-disjunção cromossômica, representada pela trissomia livre do 21, é a principal causa da SD.
Abstract: Down syndrome (DS) is, in the most cases, resulting from chromosomal nondisjunction during maternal meiosis. It is believed that the abnormal folate metabolism as result of genetic polymorphisms may lead to DNA hypomethylation and consequent chromosomal nondisjunction. Objective To establish the chromosomal anomalies frequencies of DS cases consulted by Genetics Outpatient Service of Hospital de Base (HB) in São José do Rio Preto to subsequent selection of patients with free trisomy 21; to evaluate the influence of the Methylenetetrahydrofolate reductase (MTHFR) C677T and A1298C, Methionine sinthase (MTR) A2756G and Reduced folate carrier 1 (RFC1) A80G polymorphisms and of plasma homocysteine (Hcy) concentrations as maternal risk factors for DS; to investigate the impact of the MTHFR C677T and A1298C, MTR A2756G and RFC1 A80G polymorphisms on Hcy concentrations in DS individuals. Subjects and Methods To molecular investigation and plasma Hcy quantification were included in the study 56 DS individuals with karyotypic result 47,X_,+21, 72 mothers of DS individuals with free trisomy 21 (DS mothers) and 194 mothers who had no children with DS (control mothers). The Hcy quantification was performed by liquid chromatography tandem mass spectrometry. DNA was extracted from leukocytes of peripheral blood to the investigation of the MTHFR C677T, MTR A2756G and RFC1 A80G polymorphisms by polymerase chain reaction (PCR) and enzyme digestion, and the MTHFR A1298C polymorphism by allele-specific PCR. Results The frequencies of chromosomal alterations in DS patients were 92.2% (n = 357) for free trisomy 21, 6.2% (n = 24) for translocation and 1.5% (n=6) for mosaicism. The molecular analysis in DS mothers and control group showed that the median of the number of polymorphic alleles for the four loci tested was higher Abstract x iii in DS mothers as compared to the control group (P = 0.02), and the presence of three or more polymorphic alleles increase the risk for having a child with DS in 1.74 times (P = 0.048). Elevated maternal risk for DS was also observed in the presence of Hcy concentration higher than 4.99 μmol/L (P = 0.003). The allele frequencies for the polymorphisms in DS group were 0.37 for MTHFR 677T, 0.21 for MTHFR 1298C, 0.18 for MTR 2756G and 0.47 for RFC1 80G. The Hcy mean concentration in this group was 5.2 ± 3.3 μmol/L. The Hcy concentrations were significantly increased in the presence of MTR 2756AG heterozygous genotype as compared to the MTR 2756AA wild-type genotype (P = 0.025). Conclusions The presence of three or more polymorphic alleles for MTHFR C677T, MTHFR A1298C, MTR A2756G and RFC1 A80G and plasma Hcy concentrations higher than 4.99 μmol/L are maternal risk factors for DS. The MTR 2756AG heterozygous genotype is associated with increased Hcy concentrations in DS individuals. This study confirms yet that chromosomal nondisjunction, represented by free trisomy 21, is the most frequent cause of DS.
Palavras-chave: Genética
Síndrome de Down
Polimorfismo Genético
Homocisteína
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA::ANATOMIA PATOLOGICA E PATOLOGIA CLINICA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto
Sigla da instituição: FAMERP
Departamento: Medicina Interna; Medicina e Ciências Correlatas
Programa: Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde
Citação: BISELLI, Joice Matos. Metabolismo do folato e síndrome de Down: análise de polimorfismos genéticos e homocisteína plasmática.. 2007. 103 f. Dissertação (Mestrado em Medicina Interna; Medicina e Ciências Correlatas) - Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto, São José do Rio Preto, 2007.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/22
Data de defesa: 24-Abr-2007
Aparece nas coleções:Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
joicematosbiselli_dissert.pdf2,37 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.