Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/tede/181
Tipo do documento: Tese
Título: Prevalência de síndrome metabólica, associação com fatores de risco e complicações cardiovasculares na população adulta de São José do Rio Preto
Autor: Moreira, Gisela Cipullo 
Primeiro orientador: Martin, Jose Fernando Vilela
Primeiro membro da banca: Scala, Luíz Cesar Nazário
Segundo membro da banca: Franco, Roberto Jorge da Silva
Terceiro membro da banca: Ciorlia, Luiz Alberto de Souza
Quarto membro da banca: Cesarino, Cláudia Bernardi
Resumo: Introdução: A Síndrome Metabólica (SM) é um conjunto de fatores de risco cardiovascular e diabetes tipo II, responsável pelo aumento da mortalidade cardiovascular em 2,5 vezes e de 5 x no risco de aparecimento de diabetes. Objetivos: Os objetivos deste estudo foram avaliar a prevalência de SM relacionada à faixa etária, gênero, nível sócio-econômico, escolaridade, índice de massa corpórea, índice HOMA, atividade física; comparar a prevalência dos constituintes da Síndrome Metabólica entre os portadores da síndrome de acordo com o gênero; avaliar o número de fatores de risco nos indivíduos com SM e a prevalência de complicações cardiovasculares e renais nos indivíduos com e sem síndrome, com idade a partir de 40 anos. Casuística e Método: Em um estudo de corte transversal avaliou-se uma amostra de 1369 indivíduos com faixa etária ≥ 18 anos, sendo 667 do gênero masculino (48,7%) e 702 do gênero feminino (51,3%) para se estimar a prevalência de SM e fatores associados na população adulta. Resultados: Na população estudada se observou 22,7% (IC95%: 19,4% a 26,0%) de prevalência de síndrome metabólica, que aumenta com a idade, aumento do índice de massa corpórea e sedentarismo. Não apresentou diferença significante entre os gêneros, até a faixa etária ≥ 70 anos, quando passa a predominar nas mulheres. Não se observou diferença significativa entre as classes sociais, mas constatou-se maior prevalência de SM nos níveis menores de escolaridade. Observou-se que os indivíduos com SM têm maior prevalência de Índice HOMA positivo. Os fatores de risco da SM mais prevalentes foram pressão arterial alterada, diminuição do HDL e cintura abdominal elevada. A prevalência de alteração dos níveis pressóricos, diminuição do HDL e glicemia alterada não teve diferença significante entre os gêneros. Entre os homens, a prevalência foi semelhante entre os fatores de risco, e, nas mulheres, foi mais freqüente a alteração da cintura. Os indivíduos com SM tiveram á partir dos 40 anos maior prevalência na ocorrência de complicações. Conclusões: A prevalência de SM encontrada é semelhante aos países desenvolvidos, sendo influenciada pela idade, índice de massa corpórea, escolaridade, atividade física, levando, a partir da 4ª década de vida, a maior prevalência de complicações como infarto, doença arterial coronária, angina, revascularização do miocárdio, insuficiência cardíaca e/ou renal.
Abstract: Introduction: Metabolic Syndrome (MS) is a set of cardiovascular risk factors and type 2 diabetes, responsible for increased cardiovascular mortality in 2.5-fold and in 5-fold in risk of developing diabetes. Objectives: This study aims to evaluate in age over 18 years, the prevalence of MS associated to age, gender, socioeconomic status, educational levels, body mass index, HOMA index, physical activity, to compare the prevalence of high levels of triglycerides (TG), elevated blood pressure, altered plasma glucose levels, low HDL cholesterol and measure the waist change among individuals with MS and also according to gender; evaluate the number of risk factors in subjects with metabolic syndrome and prevalence of cardiovascular and renal complications in individuals with and without the syndrome, aged over 40 years. Casuistics and Methods: In this randomized cross-transversal study, a sample of 1369 individuals aged over 18 years, 667 males (48.7%) and 702 females (51.3% ) to evaluate the prevalence of metabolic syndrome and associated factors in the adult population. Results: In relation of MS prevalence level, it was observed that 22.7% (95% CI: 19.4% to 26.0%) of the population has the syndrome, that increases with age, increased body mass index and sedentary lifestyle, with no significant differences between genders until age ≥ 70 years, when it begins to predominate in women. No significant difference between social classes, but there was a higher prevalence of MS in lower educational levels. It was observed that individuals with MS have higher prevalence of HOMA positive. The risk factors most prevalent in MS were elevated blood pressure, low HDL cholesterol and increased waist circumference. The prevalence of elevated blood pressure, low HDL cholesterol and plasma glucose levels have not changed significant difference between genders. Among men, the prevalence is similar among the risk factors, being more frequent in women the increased waist circumference. People with MS will have from 40 years of higher prevalence in the occurrence of complications. Conclusion: The prevalence of MS found is similar to developed countries, being influenced by age, body mass index, educational levels, physical activity, leading from the 4th decade of life, the higher prevalence of complications such as stroke, coronary arterial disease, angina, myocardial revascularization, heart failure and / or renal impairment.
Palavras-chave: Síndrome Metabólica
Prevalência
Fatores de Risco
Metabolic Syndrome
Prevalence
Risk factors
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA::CLINICA MEDICA::CARDIOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto
Sigla da instituição: FAMERP
Departamento: Medicina Interna; Medicina e Ciências Correlatas
Programa: Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde
Citação: MOREIRA, Gisela Cipullo. Prevalência de síndrome metabólica, associação com fatores de risco e complicações cardiovasculares na população adulta de São José do Rio Preto. 2012. 149 f. Tese (Doutorado em Medicina Interna; Medicina e Ciências Correlatas) - Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto, São José do Rio Preto, 2012.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/181
Data de defesa: 27-Jul-2012
Aparece nas coleções:Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
giselacipullomoreira_tese.pdf1,24 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.