Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/tede/155
Tipo do documento: Dissertação
Título: Hipertensão arterial e déficit cognitivo
Autor: Dias, Eros da Mota 
Primeiro orientador: Toledo, Juan Carlos Yugar
Primeiro coorientador: Martin, Jose Fernando Vilela
Primeiro membro da banca: Tácito, Lúcia Helena Bonalume
Segundo membro da banca: Moreno Junior, Heitor
Terceiro membro da banca: Freitas, Olavo de Carvalho
Resumo: O papel da Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS) no desenvolvimento de disfunção cognitiva é controverso. Reconhece-se sua relação com o aumento da resistência vascular cerebral e com lesões difusas e infartos lacunares múltiplos na substância branca. Objetivos- Avaliar a relação entre HAS e Déficit Cognitivo (DC), identificar fatores de risco associados a DC e identificar marcadores precoces de doença vascular e DC em hipertensos. Casuística e métodos- Foram avaliados 198 indivíduos com idades entre 40 e 80 anos, dos quais 150 eram hipertensos subdivididos em dois grupos, Hipertensos com DC (HA-DC) e Hipertensos sem DC (HA) e 48 indivíduos normotensos (NT). Todos foram submetidos à avaliação clínica, exame físico completo e exames bioquímicos de sangue. O DC foi investigado mediante o Mini Exame do Estado Metal (MEEM) segundo os critérios cujo uso é recomendado no Brasil. A repercussão da HAS no leito arterial foi rastreada por meio da identificação e quantificação de alteração na Espessura Íntima Média (EIMc) das carótidas com Ultrassonografia Vascular Digital e análise da Pressão Arterial Central (PSC) e do Augmentation Index (AI) mediante Tonometria por Aplanação (TA) da artéria radial. Resultados- As concentrações plasmáticas do colesterol total, colesterol de lipoproteína de alta densidade (HDL) e triglicérides (TG) nos três grupos estudados não mostraram diferenças significantes. Os valores de creatinina sérica e a Taxa de Filtração Glomerular estimada (TFGe) encontram-se dentro da faixa de normalidade nos três grupos. Entretanto valores maiores foram observados nos grupos HA-DC e HA, quando comparados ao grupo NT (p < 0,05). O grupo HA-DC confirmou redução significante do escore do MEEM quando comparado aos grupos HA e NT ( p <0,05). Avaliação da EIMc mostrou diferença significante entre os grupos HA e HA-DC (p=0,0124). Por outro lado, também observamos diferença significante para EIMc entre hipertensos e controles (p < 0,0001). Os grupos HA-DC e HA evidenciaram aumento significante da pressão sistólica central (PSC), quando comparados ao grupo NT (p < 0,0001). Os resultados do Augmentation Index 75 (corrigido para FC), avaliados nos três grupos (HA, HA-DC e NT) não apresentaram diferença significante. Os resultados do presente estudo mostraram: presença de alterações morfológicas caracterizadas por aumento da espessura íntima média das carótidas e alterações funcionais qualificadas como elevação da pressão sistólica central no grupo de hipertensos com DC. Entre os fatores de risco para o desenvolvimento de DC apenas a idade foi associada com déficit do escore do MEEM. Conclusões- Hipertensos com DC apresentam alterações morfológicas vasculares caracterizadas por aumento da espessura íntima média das carótidas e comprometimento hemodinâmico funcional manifesto por elevação de pressão sistólica central.
Abstract: The role of hypertension in the loss of cognitive function is controversial. Relationships of hypertension with increases in cerebral vascular resistance, diffused lesions and multiple lacunars infarct of the white matter are well known. Objectives- To evaluate the relationship between hypertension and cognitive deficiency (CD), identify risk factors associated with the development of CD and determine the association between markers of early vascular disease and CD in hypertensive individuals. Methods- One hundred and ninety eight individuals aged between 40 and 80 years old were evaluated. Forty eight participants were normotensive (NT). The remaining 150 hypertensive patients were subdivided into two groups, those with CD (HCD) and those without CD (HNCD). All participants underwent clinical evaluations and complete physical examinations and biochemical blood tests were performed. CD was investigated using the Mini Mental State Examination (MMSE) following the guidelines for its use in Brazil. The impact of hypertension on the arterial bed was assessed by identifying and measuring changes in the intima-media thickness (IMT) by vascular ultrasonography of the carotid arteries and analyses of the central blood pressure and Augmentation Index by applanation tonometry of the radial artery. Results- There were no significant differences in the plasma concentrations of total cholesterol, high density lipoprotein cholesterol and triglycerides of the three groups. The serum creatinine and estimated glomerular filtration rate where within normal ranges for all three groups. However, significantly higher values were found for the HCD and HNCD Groups compared to the NT Group (p-value < 0.05). A significantly lower MMSE score was recorded for the HCD Group compared to the HA and NT Groups (p-value < 0.05). The IMT was significantly different between the HNCD and HCD Groups (p-value = 0.0124). A significant difference in the IMT was also observed between hypertensive patients and the NT Group (p-value < 0.0001). The central systolic pressure was significantly higher in the HCD and HNCD Groups compared to NT Group (p-value < 0.0001). There were no significant differences in the Augmentation Index (corrected for heart rate) between the three groups (HNCD, HCD and NT). Conclusions- Hypertensive patients with CD have changes in the vascular morphology characterized by an increased carotid IMT and hemodynamic functional impairment manifested by elevated central systolic blood pressure.
Palavras-chave: hipertensão arterial
déficit cognitivo
espessura íntima média carótidas
pressão sistólica central
hypertension
cognitive impairment
intima-media thickness
carotid
central systolic pressure
Hipertensión
hipertensão
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA::CLINICA MEDICA::CARDIOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto
Sigla da instituição: FAMERP
Departamento: Medicina Interna; Medicina e Ciências Correlatas
Programa: Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde
Citação: DIAS, Eros da Mota. Hipertensão arterial e déficit cognitivo. 2012. 99 f. Dissertação (Mestrado em Medicina Interna; Medicina e Ciências Correlatas) - Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto, São José do Rio Preto, 2012.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/155
Data de defesa: 25-Jul-2012
Aparece nas coleções:Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
erosdamotadias_dissert.pdf1,32 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.