Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/tede/116
Tipo do documento: Dissertação
Título: Impacto da Insuficiência renal crônica associada à insuficiência Cardíaca Crônica Sistólica em pacientes com Cardiomiopatia Chagásica: Prevalência e Prognóstico.
Autor: Ardito, Sabrina Queiroz
Primeiro orientador: Bestetti, Reinaldo Bulgarelli
Primeiro membro da banca: Souza, Germano Emilio Conceicao
Segundo membro da banca: Nogueira, Paulo Roberto
Resumo: Este estudo tem por objetivo determinar a prevalência e a significância prognóstica da disfunção renal crônica em pacientes com insuficiência cardíaca crônica sistólica secundária à cardiomiopatia chagásica. Duzentos e quarenta e cinco pacientes seguidos no Ambulatório de Cardiomiopatia de Janeiro de 2000 a Dezembro de 2008 com o diagnóstico de insuficiência cardíaca crônica secundária a cardiomiopatia Chagásica foram incluídos no estudo. Disfunção renal crônica foi diagnósticada em 42 (17%) pacientes. Um modelo proporcional de Cox foi usado para avaliar a evolução da disfunção renal crônica como um indice prognóstico, e uma curva de sobrevida de Kaplan-Meier para estudar sua associação com todas as causas de mortalidade. As características basais dos pacientes com e sem disfunção renal crônica foram semelhantes. Terapia com betabloqueador (Razão de Risco=0,42; Intervalo de Confiança 95% de 0,27 a 0,63, p<0,005)], fração de ejeção ventricular esquerda(Razão de Risco=0,97; Intervalo de Confiança 95% de 0,95 a 0,99; p=0,005), nível sérico de sódio(Razão de Risco=0,94; Intervalo de Confiança 95% de 0,90 a 0,98; p=0,004), suporte inotrópico(Razão de risco = 1,85; Intervalo de Confiança 95% de 1,21 a 2,64; p= 0,03) e uso de digoxina(Razão de Risco =2,35; Intervalo de Confiança 95% de 1,15 a 4,81; p=0,02) foram fatores de predição independentes de mortalidade geral. A probabilidade de sobrevida em 12, 24, 36, e 60 meses foi 74%, 60%, 52%, e 37%, respectivamente, em pacientes com disfunção renal crônica e 84%, 70%, 70% e 35%, respectivamente, em pacientes sem disfunção renal crônica(p>0,05). A disfunção renal crônica tem baixa prevalência e não tem significância prognóstica em pacientes com insuficiência cardíaca crônica sistólica secundária a cardiomiopatia chagásica.
Abstract: This study aimed at determining the prevalence and the prognostic significance of chronic renal impairment in patients with chronic systolic heart failure secondary to Chagas cardiomyopathy. A total of 245 patients followed at the Cardiomyopathy Outpatient service from January, 2000 to December, 2008 with the diagnosis of chronic systolic heart failure secondary to Chagas cardiomyopathy were included. Chronic renal impairment was diagnosed in 42 (17%) patients. A Cox proportional hazards model was used to evaluate the role of chronic renal impairment as a prognostic index, and a Kaplan-Meier survival curve to study its association with all-cause mortality. Baseline characteristics of patients with and without chronic renal impairment were similar. Beta-Blocker therapy (Hazard ratio=0,42; 95% Confidence Interval 0,27 to 0,63, p value <0,005), left ventricular ejection fraction (Hazard Ratio=0,97; 95% Confidence Interval 0,95 to 0,99; p value=0,005), serum sodium levels (Hazard ratio=0,94; 95% Confidence Interval 0,90 to 0,98; p value=0,004), inotropic support (Hazard Ratio= 1,85; 95% Confidence Interval 1,21 to 2,64; p value= 0,03), and digoxin use (Hazard ratio=2,35; 95% Confidence Interval 1,15 to 4,81; p value=0,02) were independent predictors of all- cause mortality. Survival probability at 12, 24, 36, and 60 months was 74%, 60%, 52%, and 37%, respectively, in patients with chronic renal impairment, and 84%, 70%, 70%, and 35% ,respectively, in patients without (p>0,05). Chronic renal impairment has a low prevalence and no prognostic significance in patients with chronic systolic heart failure secondary to Chagas Cardiomyopathy.
Palavras-chave: Doença de Chagas
Insuficiência Cardíaca
Cardiomiopatia Chagásica
Insuficiência Renal Crônica
Prognóstico
Chagas disease
Chagas cardiomyopathy
heart failure
Chronic renal failure
outcome
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA::CIRURGIA::CIRURGIA CARDIOVASCULAR
Idioma: por
País: BR
Instituição: Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto
Sigla da instituição: FAMERP
Departamento: Medicina Interna; Medicina e Ciências Correlatas
Programa: Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde
Citação: ARDITO, Sabrina Queiroz. Impacto da Insuficiência renal crônica associada à insuficiência Cardíaca Crônica Sistólica em pacientes com Cardiomiopatia Chagásica: Prevalência e Prognóstico.. 2011. 67 f. Dissertação (Mestrado em Medicina Interna; Medicina e Ciências Correlatas) - Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto, São José do Rio Preto, 2011.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/116
Data de defesa: 16-Dez-2011
Aparece nas coleções:Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
sabrinaqueirozardito_dissert.pdf394,71 kBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.