Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/tede/104
Tipo do documento: Tese
Título: Efeito das células derivadas da medula óssea no tratamento da insuficiência renal crônica experimental.
Autor: Caldas, Heloisa Cristina 
Primeiro orientador: Abbud Filho, Mario
Primeiro membro da banca: Braile, Domingo Marcolino
Segundo membro da banca: Goloni-bertollo, Eny Maria
Terceiro membro da banca: Lima-oliveira, Ana Paula Marques de
Quarto membro da banca: Goissis, Gilberto
Resumo: A insuficiência renal crônica (IRC) é caracterizada pela perda progressiva e irreversível da função renal e seu tratamento gera um gasto público significativo para manutenção de pacientes em tratamento dialítico. A terapia com células-tronco (CT), pelo seu potencial de tratamento das doenças crônicas, pode ser uma estratégia promissora para reparar ou retardar a progressão da IRC. Existem dúvidas sobre o tipo celular, a quantidade de células, o método e local ideal para implantação das CT e o papel por elas desempenhado na reparação do parênquima renal. Objetivos: 1) avaliar o efeito da infusão de células derivadas da medula óssea (CDMO) no tratamento da IRC experimental; 2) avaliar o efeito combinado das CT e biomaterial (BM) na progressão da IRC e estudar o efeito dessa terapia em diferentes estágios da IRC; 3) Avaliar o desenvolvimento de técnicas de isolamento e cultivo de células mesenquimais do sangue de cordão umbilical humano (SCU). Métodos: artigo 1: usamos o modelo de redução de massa 5/6 para induzir a IRC experimental. Função renal foi medida no início do experimento e 60 e 120 dias depois da cirurgia; artigo 2: animais foram subdivididos conforme a quantidade de parênquima renal lesado (5/6 ou 2/3), o uso de BM como arcabouço para o implante celular e o tipo de células utilizado (célula mononuclear ou mesenquimal). A função renal foi avaliada nos dias 0, 45 e 90 após cirurgia. Análise histológica e imunohistoquimica foram realizadas em todos os grupos ao final do estudo; artigo 3: Foram utilizadas dez amostras de SCU e testados dois diferentes procedimentos para cultivo de células-tronco mesenquimal (CTM): sem gradiente de densidade Ficoll-Paque, para obtenção de células nucleadas; por gradiente de densidade Ficoll-Paque, para obtenção de células mononucleares. Resultados: artigo 1: Análises da progressão da IRC mostraram que o tratamento com CDMO reduziu significativamente a taxa de declínio do clearance ( Clcr) quando comparados com o grupo controle; artigo 2: animais tratados apresentaram aumentos significativamente menores de creatinina sérica, proteinúria e Clcr maiores após 90 dias, quando comparado aos animais controles em ambos os modelos de IRC; artigo 3: as CTM em cultura provenientes do método sem gradiente de densidade Ficoll- Paque mantiveram o crescimento formando focos confluentes de células. Conclusões: artigo 1: a progressão da IRC pode ser retardada pela injeção de CDMO no parênquima renal; artigo 2: a) utilização da CT combinada com o BM pode ser uma via alternativa para administrar a CTMO; b) terapia celular parece ser mais eficaz quando administrada em estágios menos graves da IRC; artigo 3: As células nucleadas sem uso do gradiente de densidade Ficoll-Paque mostraram mais eficiente para o cultivo de CTM do SCU quando comparado ao procedimento com gradiente de densidade Ficoll-Paque.
Abstract: Chronic renal failure (CRF) is characterized by progressive and irreversible loss of renal function and its treatment generates significant public spending for maintenance and care of patients on dialysis. Stem cell (SC) therapy, in its potential for treatment of chronic diseases, may be a promising strategy for repairing the damage from or slowing the progression of CRF. There are questions about cell type, quantity of cells, method and ideal place for deployment of SC and the role it plays in the repair of renal parenchyma. Objective: 1) To evaluate the effect of infusion of bone marrow derived cells (BMDC) in the treatment of experimental CRF; 2) Evaluate the combined effect of SC and biomaterial (BM) in the progression of CRF and study the effect of this therapy in different stages of CRF; 3) Evaluate the development of techniques for isolation and cultivation of human umbilical cord blood (HUCB) mesenchymal cells. Methods: Article 1: We used the 5/6 mass reduction model to induce experimental CRF. Kidney function was measured at the beginning of the experiment and 60 and 120 days after the surgery; Article 2: Animals were subdivided as to the amount of renal parenchyma injured (5/6 or 2/3), the use of BM as a scaffold to cell implantation, and cell type used (mononuclear or mesenchymal cells). Renal function was evaluated on days 0, 45, and 90 after surgery. Histological and immunohistochemical analyses were done in all groups at the end of the study; Article 3: Ten samples of HUCB were used and two different procedures for cultivation of mesenchymal stem cells (MSC) were tested: without Ficoll-Paque density gradient, to obtain nucleated cells; with Ficoll-Paque density gradient, for obtaining mononuclear cells. Results: Article 1: CRF progression analysis showed that treatment with BMDC significantly reduced the rate of decline of creatinine clearance (Clcr) when compared with the control group; Article 2:Treated animals showed significantly lower increases in serum creatinine and 24 hour proteinuria, and higher increases in Clcr after 90 days when compared to control animals in both models of CRF; Article 3: The MSC in culture from the method without Ficoll-Paque density gradient maintained growth forming confluent cell foci. Conclusions: Article 1: Progression of CRF can be delayed by injection of BMDC in the renal parenchyma; Article 2: a) Use of SC combined with BM can be an alternative way to administer BMDC; b) Cell therapy seems to be most effective when administered in less severe stages of CRF; Article 3: Nucleated cells without using Ficoll-Paque density gradient showed more efficiency in the cultivation of MSC from HUCB when compared with the procedure employing Ficoll-Paque density gradient
Palavras-chave: Terapia celular
Células-tronco
Engenharia tecidual
Insuficiência renal crônica
Sangue de cordão umbilical
Cellular Therapy
Stem cells
Tissue engineering
Chronic renal failure
Umbilical cord blood
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA::CLINICA MEDICA::NEFROLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto
Sigla da instituição: FAMERP
Departamento: Medicina Interna; Medicina e Ciências Correlatas
Programa: Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde
Citação: CALDAS, Heloisa Cristina. Efeito das células derivadas da medula óssea no tratamento da insuficiência renal crônica experimental.. 2011. 81 f. Tese (Doutorado em Medicina Interna; Medicina e Ciências Correlatas) - Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto, São José do Rio Preto, 2011.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/104
Data de defesa: 26-Jul-2011
Aparece nas coleções:Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
heloisacaldas_tese.pdf13,63 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.