Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/tede/167
Tipo do documento: Dissertação
Título: O papel da taxa de filtração glomerular á admissão hospitalar na incidência e na mortalidade da lesão renal aguda associada ao infarto agudo do miocárdio
Autor: Bruetto, Rosana Gobi 
Primeiro orientador: Burdmann, Emmanuel de Almeida
Primeiro membro da banca: Andrade, Patricia de Fátima Lopes de
Segundo membro da banca: Ribeiro, Rita de Cássia Helú Mendonça
Terceiro membro da banca: Yu, Luis
Quarto membro da banca: Lima, Emerson Quintino de
Resumo: A Taxa de filtração glomerular estimada (TFGe) < 60 mL/min/1,73m2 na admissão hospitalar está associada a risco aumentado de morte em pacientes vítimas de infarto agudo do miocárdio (IAM). No entanto, a possível influência da TFGe à admissão hospitalar na incidência e na mortalidade da lesão renal aguda (LRA) associada a IAM é pouco conhecida. O objetivo deste estudo é investigar se a presença da TFGe diminuída à admissão hospitalar influencia a incidência e a mortalidade associada a LRA após IAM. Foram avaliados 1.012 pacientes consecutivos de um banco de dados prospectivo e 828 pacientes preencheram os critérios de inclusão. O critério diagnóstico de LRA foi o aumento de creatinina sérica (CrS) &#8805; 50% do valor basal (critério RIFLE), durante os primeiros sete dias de internação. Os pacientes foram divididos em quatro grupos após estimar a TFG na admissão: TFGe &#8805; 60 mL/min/1,73m2 e sem LRA (referência); TFGe < 60 mL/min/1,73m2 e sem LRA; TFGe &#8805; 60 mL/min/1,73m2 e que desenvolveram LRA; TFGe < 60 mL/min/1,73m2 e que desenvolveram LRA. A TFGe diminuída na admissão não teve impacto na incidência da LRA. Por outro lado, a TFGe diminuída na admissão foi associada às taxas de mortalidade mais elevadas em pacientes que desenvolveram LRA após IAM. Na análise múltipla de Cox, os grupos que apresentaram associação independente com mortalidade em 30 dias foram: TFGe < 60 mL/min/1,73m2 e sem LRA (hazard ratio ajustada [HRA] 2,00; p=0,020), TFGe &#8805; 60 mL/min/1,73m2 e que desenvolveram LRA (HRA 4,76; p < 0,001) e TFGe < 60 mL/min/1,73m2 com desenvolvimento de LRA (HRA 6,27; p< 0,001) em comparação com pacientes com TFGe &#8805; 60 mL/min/1,73m2 que não desenvolveram LRA. Em um ano, apenas o grupo com TFGe < 60 mL/min/1,73m2 e que desenvolveu LRA apresentou maior mortalidade (HRA 3,05; p=0,002) em comparação aos pacientes com TFGe &#8805; 60 mL/min/1,73m2 e que não desenvolveram LRA. Concluímos que a associação entre TFGe diminuída na admissão e o desenvolvimento de LRA foram associados a um pior prognóstico a curto prazo após o IAM. Entre os pacientes que desenvolveram LRA foi observado aumento na mortalidade a longo prazo somente no grupo com TFGe diminuída na admissão.
Abstract: The estimated glomerular filtration rate (eGFR) < 60 mL/min/1.73m2 at admission is associated with increased risk of death after acute myocardial infarction (AMI). However, the role of admission eGFR on the incidence and mortality of acute kidney injury (AKI) after AMI has been poorly studied. The aim of this study is to investigate if impaired admission eGFR influences the incidence and mortality of AKI after AMI. A total of 1.012 consecutive AMI patients from a prospective database were analyzed and 828 subjects were included. The diagnostic criteria for AKI was a percent increase in serum creatinine (SCr) &#8805; 50 % from baseline (RIFLE criteria) in the first seven days of hospitalization. Patients were divided into four subgroups: admission eGFR &#8805; 60 mL/min/1.73m2 and no AKI (reference), admission eGFR < 60 mL/min/1.73m2 and no AKI, admission eGFR &#8805; 60 mL/min/1.73m2 and AKI, admission eGFR < 60 mL/min/1.73m2 and AKI. Impaired eGFR had no impact in the incidence of AKI. On the other hand, impaired admission eGFR had a striking influence on the mortality of AMI associated with AKI. In Cox multivariate analysis, 30 days mortality was significantly higher for eGFR < 60 mL/min/1.73m2 and no AKI (adjusted hazard ratio [AHR] 2.00, p=0.020), for eGFR &#8805; 60 mL/min/1.73m2 and AKI (AHR 4.76, p < 0.001) and for eGFR < 60 mL/min/1.73m2 and AKI (AHR 6.27, p < 0.001) compared to patients with eGFR &#8805; 60 mL/min/1.73m2 who did not develop AKI. One year mortality was significantly higher only for eGFR < 60 mL/min/1.73m2 and who developed AKI (AHR 3.05; p=0.002) compared with patients with eGFR &#8805; 60 mL/min/1.73m2 without AKI. In conclusion, overlap of low admission eGFR and AKI development was associated with the worst early prognosis after AMI. Remarkably, the long term mortality rate in patients who developed AKI, was only increased in the group with an impaired admission eGFR.
Palavras-chave: Lesão renal aguda
Infarto agudo do miocárdio
creatinina
Rim
Epidemiologia
Acute kidney injury
Epidemiology
Acute myocardial infarction
Mortality
RIFLE
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::SAUDE COLETIVA::EPIDEMIOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto
Sigla da instituição: FAMERP
Departamento: Medicina Interna; Medicina e Ciências Correlatas
Programa: Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde
Citação: BRUETTO, Rosana Gobi. O papel da taxa de filtração glomerular á admissão hospitalar na incidência e na mortalidade da lesão renal aguda associada ao infarto agudo do miocárdio. 2012. 88 f. Dissertação (Mestrado em Medicina Interna; Medicina e Ciências Correlatas) - Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto, São José do Rio Preto, 2012.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/167
Data de defesa: 23-Jan-2012
Aparece nas coleções:Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
rosanagobibruetto_dissert.pdf979,42 kBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.